Kasinski: Fábrica, Concessionárias & Pós Vendas

Motos: Kasinski Mirage 250, Kasinski Mirage 650, Kasinski Cruiser, etc.

Moderadores: Administradores, Moderadores

Responder
jirschik
Moderador
Mensagens: 5141
Registrado em: 17 Mar 2008, 18:12
Localização: São Paulo
Contato:

08 Abr 2012, 15:15

Tolentorine, se você está esperando pela melhora das oficinas para comprar a moto, então terá que aguardar mais algumas décadas :)

Pelo visto a Kasinski não mantém uma auditoria eficaz de suas concessionárias no quesito "serviço especializado". É uma pena, pois minha experiência com a Mirage 250 (2008) é boa, mostrando-se uma máquina de baixo custo e boa confiabilidade. Já rodei mais de 70.000km com a moto, apenas fazendo a manutenção preventiva, trocando peças que se desgastam normalmente.

Raros foram os momentos que precisei de serviço especializado. As revisões nas concessionárias eu fiz até os 18.000km. Depois disso só precisei entrar em uma concessionária aos 68.000km, para trocar uma peça dentro do motor (tensionador da corrente de comando). Nesse intervalo, eu mesmo fiz a manutenção. Mas qualquer outra oficina de médio conhecimento seria capaz de fazer.

Talvez o "Salvador" possa dar algum relato sobre as oficinas de Curitiba/PR, pois ele recentemente também precisou trocar esta mesma peça.
Imagem
Tolentorine
Mensagens: 116
Registrado em: 13 Out 2009, 23:58
Localização: Curitiba

08 Abr 2012, 16:31

Boa tarde amigo jirschik,

É mais ou menos poraí a minha preocupação, a mirage seria a minha primeira moto, logo não entendo absolutamente nada da mecânica ou parte elétrica, o que me limita na parte de acessar o forum, encontrar os problemas e soluciona-los, acredito que não seriam raras as ocasiões em que precisaria da ajuda de um mecânico.

Já estou cogitando a ideia de comprar uma moto mais barata e de menor cilindrada para aprender os truques e depois comprar a mirage 250.
jirschik
Moderador
Mensagens: 5141
Registrado em: 17 Mar 2008, 18:12
Localização: São Paulo
Contato:

08 Abr 2012, 17:17

Camarada, acredito que eu possa te falar sobre a Mirage250. Eu tenho uma carburada e acho que você pode encontrar uma por menos de R$10.000,00. Mas vai depender muito do dono, se ele cuidou bem da máquina.

Aqui no MotosCustom você encontrará um pessoal que poderá lhe indicar como resolver alguns problemas. Eu me incluo nessa lista. Mas nada como encontrar um bom mecânico. No mais, a Mirage não é uma motocicleta complicada de consertar. Se não encontrar peças originais, há peças boas de outras marcas que servem perfeitamente. Nesta semana precisei trocar 2 interruptores de manete (freio e embreagem) e nem perdi tempo para ir na concessionária que é mais longe de casa do que uma loja de peças que tem aqui perto. Paguei menos de R$10,00 nos dois interruptores que são para Honda Titãn ou similar.

Com o passar do tempo, uso, e se você tiver interesse em conhecer um pouco sobre mecânica básica, encontrarás boas dicas aqui.

No mais, a moto é boa sim. O modelo EFI possui alguns itens que precisam ser melhorados, mas se procura uma boa moto de 250cc, para usar na cidade e estrada, consumo de ~24km/l, a Mirage é uma boa opção. Há pouco tempo comprei uma Honda Shadow 750, mas não vendo a Mirage. Por ser 2008 o valor de mercado dela é baixo, mas para mim a relação custo/benefício é muito boa.

Mesmo assim, vamos esperar pelos relatos de algum amigo de Curitiba sobre as concessionárias da região.

Abraço!
Imagem
Tolentorine
Mensagens: 116
Registrado em: 13 Out 2009, 23:58
Localização: Curitiba

08 Abr 2012, 18:37

Jirschik, agradeço muito o retorno e o apoio.
Aproveito para perguntar, e peço desculpas pela "leiguice"

Já não produzem mais a Carburada 0km? A partir de que ano houve essa mudança?

E na sua opinião, vale mais a pena comprar uma carburada usada à uma 0km? dados as tantas falhas que ouço falar dessas novas. (Perdão se já houver um tópico de discussão entre Carburadas x Injeção eletrônica).

Eu certamente esperarei sair a versão 2012 para acompanhar se o novo modelo corrige as falhas que tem acontecido com tanta frequência.
Kbana
Mensagens: 171
Registrado em: 27 Out 2011, 21:59
Localização: Guarulhos
Contato:

08 Abr 2012, 19:50

valeba escreveu:Kbana, você chegou a tentar consertar a ECU com algum técnico em eletrônica? A minha deu problema e um técnico a consertou. Nunca mais tive problemas com ela. De fato, o SAC não me deu atenção nenhuma. E esta peça é muito cara.

Valeba,

Não mexi pois estava na garantia, porém fiquei 35 dias sem a moto. A parte boa é que já instalaram a ECU em posição invertida e com a caixa protetora...

No tópico de problemas elétricos, postei algumas fotos mostrando a vedação que fiz na ECU para dar mais garantia contra os defeitos causados pela água, pois a informação que tenho é que quase todos os danos causados ao componente e por questão de umidade.

Segue o link:
viewtopic.php?t=603&postdays=0&postorder=asc&start=970

Boa sorte com a máquina!
Kbana

VÍRUS MC - GUARULHOS - SP
jirschik
Moderador
Mensagens: 5141
Registrado em: 17 Mar 2008, 18:12
Localização: São Paulo
Contato:

08 Abr 2012, 20:13

Não tem que se desculpar não, camarada: Aqui todos nós ensinamos e aprendemos!

O último modelo carburado da Mirage 250 foi fabricado em 2009. Atente-se ao ano e modelo de fabricação.

Esse negócio entre escolher o modelo novo ou usado é muito pessoal. Minha primeira moto eu comprei nova, pois não tinha prática de manutenção. Hoje, com mais conhecimento, sinto-me mais seguro em comprar uma moto usada. No caso da Mirage 250 EFI precisa ficar "ligado" com esses problemas elétricos. Não sei se acontece com todas, ou é questão de lote de peças. Mas o importante é que é possível corrigir o problema, conforme você poderá ver no tópico de Problemas Elétricos.

O tópico chamado "Mirage 250" é sobre o modelo carburado.
O tópico chamado "Mirage 250 EFI" é sobre o modelo de injeção eletrônica.
Imagem
Yan.Metal
Colaborador
Mensagens: 1320
Registrado em: 05 Jul 2008, 03:56
Localização: Juiz de Fora - MG
Contato:

09 Abr 2012, 11:10

Tinha um tempo que eu não ia na Kasinki para comprar alguma peça desde antes que passou para Zong.

Fiquei abismado com os preços das peças meu velocímetro tem um arranhão e eu queria trocar, mas a Kaskinski só vende ele com o painel inteiro por 1650 reais, absurdo total como eles não vendem só o velocímetro, se não é uma peça inteira com painel e sim modular deveriam vender e um retrovisor também tá saindo por 70 reais.

O preço das peças tá muito caro, estava querendo vender a minha para pegar uma 650, mas agora estou até desanimado.

Conversando com um ex-gerente aqui da Kasinski da minha cidade ele mesmo disse que hoje em dia não pegaria uma Kasinski pelo custo das peças ser muito alto.
jirschik
Moderador
Mensagens: 5141
Registrado em: 17 Mar 2008, 18:12
Localização: São Paulo
Contato:

09 Abr 2012, 11:43

Yan, a solução é importar as peças. Realmente, as peças que são pouco trocadas, como neste caso, tem valor muito alto mesmo!

Avalie a possibilidade de restauração do velocímetro.
Imagem
Yan.Metal
Colaborador
Mensagens: 1320
Registrado em: 05 Jul 2008, 03:56
Localização: Juiz de Fora - MG
Contato:

09 Abr 2012, 11:44

A minha Mirage é 2009 carburada, vejo vantagens e desvantagens:

Vantagem da carburada é que não preciso ficar preso a concessionária, por que ao contrário que acontece com carros em motos você só consegue suporte a sua injeção na concessionária, principalmente se for Kasinski. E manutenção é bem mais barata, se estragar a injeção é muito caro arrumar. Maior facilidade em colocar escapamentos esportivos, pois é só regular o carburado.

Desvantagens em teoria consumo maior, (pois alguns relatos de pessoas com a EFI fazendo menos que 20km/l que é o que eu faço e só subindo morro). E uma dificuldade de viajar, por exemplo, para locais onde altitude seja muito maior como Chile ou outros países na américa latina, tendo que regular o carburador para isso.

Eu não vejo uma vantagem tão grande para trocar a minha por uma carburada.

Se quiser tô vendendo :P
Yan.Metal
Colaborador
Mensagens: 1320
Registrado em: 05 Jul 2008, 03:56
Localização: Juiz de Fora - MG
Contato:

09 Abr 2012, 12:10

jirschik escreveu:Yan, a solução é importar as peças. Realmente, as peças que são pouco trocadas, como neste caso, tem valor muito alto mesmo!

Avalie a possibilidade de restauração do velocímetro.
É no aro cromado dele que tá arranhado, acho que não tem muito o que fazer mesmo. Importando seria 500 reais o painel todo, se eu conseguir alguém que quer o tacômetro compensaria.

Cara, mas retrovisor tá 70 conto, por esse valor eu importo o original da Hyosung que é 10x melhor é at;e o que estava na minha moto, só que um deles caiu o espelho, ai tive que trocar, coloquei um pequenino de motoboy e vou importar um novo.
Responder