Mecânica Fazer 250 na Intruder 250 1999/1999

Ferramentas, peças e manutenção de motos

Moderadores: Colaboradores, Administradores, Moderadores

Responder
gbdemelo
Mensagens: 6
Registrado em: 23 Ago 2018, 01:42

23 Ago 2018, 02:00

Olá, tudo bem ?

Se não for o local certo peço que a moderação oriente que deleto o post ou mude de local.

Resumo [ATUALIZADO 24/08/2018] : Intruder 250 1998 (não paga mais ipva) para receber mecânica, elétrica, eletrônica, injeção, ecu, freios a disco frontal e traseiro, etc... da fazer 250 injetada (doadora/baixada/leilão tbm com documentação e nota fiscal das peças) ? alguém fez algo parecido ?

A idéia é reaproveitar a Intruder 250 pois tem bom vão livre, é uma moto mais curta, menor, melhor para trânsito urbano e a Fazer 250 é econômica, especialmente as mais novas.

Obs 1 : Não vou comprar uma Horizon 250, nem consertar a Garini com peças originais, nem comprar uma "viraguinho"... por favor sem esse tipo de sugestão.


Obs 2 : Por favor NÃO opine coisas do tipo "gambiarra, sei não mano" e "só pode ser roubada" ou "brasileiro tem que ser estudado pela nasa" e coisas do gênero. Se não vai contribuir, não comente/Obrigado.
Avatar do usuário
cros
Moderador
Mensagens: 10171
Registrado em: 15 Nov 2007, 23:55
Localização: Porto Alegre
Contato:

23 Ago 2018, 19:18

gbdemelo escreveu:
23 Ago 2018, 02:00
Olá, tudo bem ?

Se não for o local certo peço que a moderação oriente que deleto o post ou mude de local.

Resumo : uma chinesa tipo Garini 250 comprada por 1000 (mil reais) com documentação, procedência, dut e placa (não é moto de "estouro" nem roubada) consegue receber a mecânica, elétrica, eletrônica, injeção, ecu, etc... da twister 250 injetada (doadora/baixada/leilão tbm com documentação e nota fiscal das peças) ? mecanicamente é viável ? alguém fez algo parecido ?

Já vi outras custom chinesas baratas sem motor ou com motor fundido tipo Amazonas AME 250, FYM FY 250, Kasinski Mirage 250, Sundown Vblade, Traxx Shark JH250, Shineray XY 250 ou Intruder 250 sem motor/fundido, mas nesse momento essa Garini de 1000 reais é o que tem disponível barato.

A idéia é reaproveitar a Garini pq é a custom que apareceu a preço de nada neste momento (poderia ser qualquer uma dessas outras que citei antes)... e as peças de Twister 250 injetada pq manutenção é fácil e confiável ou seja a garini recebe as peças daTwister 250 injetada ou ambas viram sucata mesmo.

Obs 1 : Não vou comprar uma Horizon 250, nem consertar a Garini com peças originais, nem comprar uma "viraguinho"... por favor sem esse tipo de sugestão.


Obs 2 : Por favor NÃO opine coisas do tipo "gambiarra, sei não mano" e "só pode ser roubada" ou "brasileiro tem que ser estudado pela nasa" e coisas do gênero. Se não vai contribuir, não comente/Obrigado.
O que me incomoda e me preocupa é sempre a questão burrocrática e legal da coisa, nos USA eles trocam motor e caixa de carro entre outras coisas como se fosse fuzivel, como falei no teu outro post, poderia tudo e seria uma alternativa muito boa se não fosse a "leis" esdrúxulas desse país, porém eu não colocaria um motor monosilindrico numa V2.
Imagem
Hoje Falcon 2007
gbdemelo
Mensagens: 6
Registrado em: 23 Ago 2018, 01:42

24 Ago 2018, 14:17

[ATUALIZAÇÃO 24/08/2018]Problema das chinesas 2 cilindros, virago e afins é que a maioria são chassis novos que ainda pagam IPVA, são motos mais largas, mais compridas e com pouco vão livre.

Intruder 250 tem mais vão livre, é mais curta e mais estreita e com mecânica, elétrica, ecu, injeção, chicote, painel e freios da Fazer 250 2016 pra cima, bem mais viável do que eu imaginava, demanda bem menos adaptações, sai mais barato e fica melhor pro trânsito urbano. Será essa opção.
Avatar do usuário
cros
Moderador
Mensagens: 10171
Registrado em: 15 Nov 2007, 23:55
Localização: Porto Alegre
Contato:

24 Ago 2018, 16:50

gbdemelo escreveu:
23 Ago 2018, 02:00

A idéia é reaproveitar a Intruder 250 pois tem bom vão livre, é uma moto mais curta, menor, melhor para trânsito urbano e a Fazer 250 é econômica, especialmente as mais novas.

Não me ative a esse detalhe, esqueci que a Intruder 250 é monocilindrica, então acho que técnicamente não seria problema! Apesar do motor da Intruder ser superior ao da Twister ou outra monocilindrica de 250cc!
Imagem
Hoje Falcon 2007
gbdemelo
Mensagens: 6
Registrado em: 23 Ago 2018, 01:42

24 Ago 2018, 17:55

Não me ative a esse detalhe, esqueci que a Intruder 250 é monocilindrica, então acho que técnicamente não seria problema! Apesar do motor da Intruder ser superior ao da Twister ou outra monocilindrica de 250cc!
Monocilíndrica, bicilindrica, refrigerada a ar, água, etc... nada disso muda nada pra mim. O importante mesmo é frenagem, robustez estrutural, estabilidade e segurança na condução, aliada a uma moto confiável, robusta, econômica e com mecânica que qualquer um mexe.

Andei de CG e XL a vida toda, o Thiago Profeta viaja o continente todo numa ML e o Diego Giacomelli vai pro Alaska de CG e o Raffael Chevetteiro Adv foi pro Chile numa CG com baú de motoboy.

Eu mesmo já fui pro Uruguai num Uno Mille sem ar condicionado, sem direção e eu de moto com minha XRE 190 (sem banco conforto) já fui para Santa Catarina.

O que eu preciso acima de tudo é mecânica confiável, robusta e econômica, para uma moto custom de uso diário (pelo menos 50 a 100 km por dia) que venha para substituir a XRE 190, com a vantagem que as Intruder 250 já não pagam mais IPVA e não são visadas para roubo.

Já considerei usar a mecânica, elétrica e eletrônica da minha XRE 190 na Intruder 250 (depenar a XRE 190 quitada de minha propriedade e com nota, antes que me acusem de algo), porém é mais complicado do simplesmente comprar um motor de CDV/desmanche com nota fiscal que já tenha sido dado baixa.
Responder