Virago 535: Opiniões de proprietários - MotosCustom.com.br


Virago 535: Opiniões de proprietários


1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 ... 37
Home // Motos Yamaha
Pesquisar dentro desse tópico:
Responder
 
Autor Mensagem
vdjr196248
MensagemEnviado: Sex Out 29, 2010 10:20 am 
 Assunto : Virago 535 - Acabei de comprar
Avatar do usuário

Registrado em: Ter Jul 07, 2009 4:57 pm
Mensagens: 31
Localização: Itu - SP
Bom dia pessoal.
Andei afastado daqui do forum devido a um grave problema de saúde. Mas graças ao Bom Deus to aqui de novo, vivo e com disposição pra engolir as estradas desse Brasilsão com minha moto.
Depois que voltei a minha rotina normal, comecei a procurar uma Virago 535 pra trocar na minha Virago 250, até que achei uma danada. Ano 2000, verde & creme, 22.000km originais, inteira demais. Fiz negócio na hora.
Hoje faz 2 semanas que peguei a deliciosa. Tem uma força muito grande, não faz diferença se voce está com garupa ou não, e na estrada é um foguete. Retoma de 80 a 120 km/h rápido que é uma barbaridade.
A quem estiver pensando em adquirir uma, recomendo.
Abraço a todos

_________________
Virago 250 - Ano 97
Virago 535 - Ano 2000


Moto: Yamaha Virago XV 250 ano 97 / Yamaha Virago XV 535 S ano 2000


Voltar ao topo
 Perfil  
 

Google

Publicidade
Publicidade


gildalfer
MensagemEnviado: Sex Out 29, 2010 4:28 pm 
 Assunto :
Avatar do usuário

Registrado em: Ter Jul 22, 2008 12:23 am
Mensagens: 2384
Localização: Osório - RS
Parabéns pela aquisição. É uma excelente moto. Não vais te arrepender.

_________________
Tio Giba
O encanto de viajar está na própria viagem (M.Quintana)


Moto: Virago 535


Voltar ao topo
 Perfil  
 
cpedroso
MensagemEnviado: Seg Nov 01, 2010 5:42 pm 
 Assunto : Virago 535: Manual
Avatar do usuário

Registrado em: Seg Nov 01, 2010 4:53 pm
Mensagens: 2
Localização: Rio de Janeiro - RJ
Pessoal, acabo de me inscrever no site por achar sério, produtivo e agradável.
Parabéns a todos ! :D

Procuro um manual pois a minha veio sem e nem na Yamaha tem para vender. Alguma indicação ?

Preciso das ferragens que fixam a carenagem universal ao guidão. A bolha te duas astes curvas para baixo e são cilindricas. Quem tiver e quiser me vender eu agradeço.
Procurei em lojas mas só vendem o conjunto inteiro.

Alguem poderia me informar se o marcador de distância percorrida se refere a milhas ou quilômetros ? Pois se for Km a minha está fazendo 7 km por litro. Ressalto que meus percursos são curtos e dentro de um parque onde não passo da 3a. marcha e uns 30 km/h no máximo.

Os amortecedores originais são macios mas não aguentam peso e já estão sem ação batendo ao passar por lombadas e buracos em velocidade média. Com os FAR para CB500 ela ficou dura demais.
Alguém tem conhecimento de alguma alternativa de amortecedor que a deixe macia com amortecimento efetivo ?

Obrigado e um abraço a todos !


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Jovi
MensagemEnviado: Seg Nov 01, 2010 8:26 pm 
 Assunto :
Avatar do usuário
Administrador

Registrado em: Dom Jun 17, 2007 12:46 pm
Mensagens: 7002
Localização: São Paulo - SP
Pedroso,

Seja bem vindo, muitos dos assuntos que você deseja estão em tópicos e você pode encontrar utilizando a ferramenta de pesquisa do site.

Por exemplo, temos um tópico sobre manuais onde você poderá ver algumas dicas sobre o manual da sua moto, veja:

http://www.motoscustom.com.br/forum/vie ... p?p=107963

Por favor, divida suas dúvidas também por assunto e com isso vai colaborar com a organização da comunidade e facilitar a pesquisa de futuros interessados no mesmo assunto.

Vou trancar esse tópico para evitar a discussão comece de maneira tão ampla ok?

Abraços,

_________________
Código de Trânsito Brasileiro, Art. 29, XII, § 2º. Respeitadas as normas de circulação e conduta estabelecidas neste artigo, em ordem decrescente, os veículos de maior porte serão sempre responsáveis pela segurança dos menores, os motorizados pelos não motorizados e, juntos, pela incolumidade dos pedestres.

[]´s Jovi
http://www.jokermotorcycles.com.br
http://www.motoscustom.com.br


Moto: Hyosung/Kasinski Mirage 350 e Comet 250 GTR EFI


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Gammaray
MensagemEnviado: Qua Nov 03, 2010 3:06 pm 
 Assunto : Primeira viagem na minha Virago 535 1999
Avatar do usuário

Registrado em: Qua Nov 03, 2010 11:36 am
Mensagens: 2
Localização: São José do Rio Preto - SP
Comprei uma Virago 535 99 com 38.000 Km aqui na minha cidade (São José do Rio Preto).
Gostei da moto de cara. Minha idéia antes era comprar uma Shadow, mas devido ao preço optei pela Virago.
Tem um ronco animal, mesmo com escape original. Por ter transmissão por cardã já é um passo a frente da Shadow. É uma delícia rodar com ela ser o ruido chato de corrente.
Nunca tinha tido moto custom, aliás não tinha moto a 10 anos. So tive uma sete galo, uma Saara e uma Honda Dream. Mas todas as motos que tive foram compradas pelo meu pai e eu usava junto.
Minha paixão sempre foi o estilo custom.
Quando andei nela a primeira vez percebi que era tudo que eu esperava mesmo, embora nunca tivesse andado em nenhuma custom.
Resolver assumir uma moto velha (11 anos não é brincadeira) não é tão simples assim. Tem que estar preparado para assumir um gasto aqui outro ali.
De cara percebi que a moto não tinha afogador. Na verdade o carburador não era original. Instalaram um com sensor eletronico, e a Virago não tem preparo pra isso. Nada que um bom mecanico não resolva. Meu mecanico instalou um afogador no mesmo carburador. Ficou show.
Tô curtindo muito a moto e resolvi postar aqui minha experiência com ela até agora e relatar uma viagem que fiz.
Me empolguei com o estilo e comprei um capacete Kraft aberto, revestido em couro sintético. Muito bom pra andar na cidade. Não abafa o som ambiente (ronco) é leve e confortável.
Quando resolvi viajar para visitar uns parentes em Indaiatuba/SP logo pensei em ir de moto.
Me dirigi a uma loja custom que tem na minha cidade e mandei instalar alforges laterais. O espaço não é grande coisa, mas muito maior que uma mochila. O chato é ter que dividir a tralha em duas metades.
Nunca viajei por mais de 50km de moto. Então resolvi sair de manhã para aproveitar a viagem e ir parando várias vezes se fosse necessário para aguentar rodar os 400km que me esperavam.

1º Problema: falta de gasolina aditivada, podium então, esqueça. Essa moto foi projetada para gasolina de alta octanagem (96), coisa que só a podium oferece. Mas se voce acostuma a moto com ela, depois ela fica "exigente" com o combustível.

2º Problema: O capacete. Ai se eu não tivesse um lenço! O capacete machuca muito a testa, sem um lenço ou uma bandana fica impossível rodar mais de 50km com ele. Fora isso, acima de 90km/h fica muito desconfortável. O barulho do vento atrapalha, sem contar as pedradas na cara, respingos de outros veículos que caem na sua boca (eca!). Mas como era minha primeira viagem, tive que aguentar.

3º Problema: Não tinha uma ropa apropriada. Fui com uma jaqueta esportiva de nylon de agasalho, dessas bem finas. Segura muito o vento. Minha luva era curta e o vento puxava a manga da jaqueta, expondo meu punho ao sol. Resultado: manchas vermelhas no pulso.

4º Problema: depois de 100km rodados, parei em um posto e percebi um cheiro estranho no ar. A principio achei que fosse no posto. Na proxima parada, uns 30km adiante percebi o cheiro vinha da moto, proximo ao motor. Um cheiro que parecia enxofre. Pensei: "será que o diabo tá me chamando?"
Como não tenho muita experiencia liguei pro meu pai e ele não suspeitou de nada. Segui em frente.

Cheguei ao meu destino sem maiores problemas. Encostei a moto e fui ligar ela só 2 dias depois. Eu ia com meu primo ao Shopping Serra Azul, em cima da Rodovia dos Bandeirantes, point de motoqueiros nos finais de semana. E não é que a moto não pegava! Bateria arriada. Dei um tranco nela (olha a cag*da) ela pegou e levamos num mecanico de confiança dele. Diagnóstico: retificador de voltagem estourado. A bateria tava quase sem água. O cheiro de enxofre era o ácido da bateria sendo evaporado. Por sorte a bateria não explodiu e nem vazou ácido no motor. O fod* foi morrer com 270 reais para arrumar. 220 da peça (depois de chorar muito) e 50 de mão-de-obra. O cara conseguiu um retificador de Falcon recondicionado. O original da virago é 600 pila e demora 15dias pra chegar pela Yamaha, brincadeira né.
A bateria deu pra salvar e o serviço ficou a contento. Mas o passeio teve q esperar.
No dia seguinte fui com meu primo no tal Serra Azul. Domingão de sol, estacionamento do shop tinha de tudo. Customs, Speeds, nakeds, trails. Na volta meu primo pegou ela pra experimentar na volta, ele tem uma V-Strom 1000. Nâo é que o Filho da mãe deu 160 com minha virago! Eu não conseguia passar de 140. Depois ele me deu a dica: Cara, tem que usar capacete fechado e uma jaqueta boa. Ele tava com um capacete LS2 e uma jaqueta Zebra.
Descobri a América! No dia seguite fui atrás de comprar um capacete fechado e uma jaqueta. Comprei um capacete LS2 Combat preto fosco com viseira cromada e uma jaqueta Tutto. Gastei mais 800 pau na brincadeira. Mas garanti uma viagem de volta muito mais tranquila e prazerosa.
Na ida conseguia uma velocidade de cruzeiro de 90km/h. Na volta foi de 110-120km/h tranquilo.

Fica ai a dica galera. Se for viajar, vá equipado. Compensa gastar um pouco pra ter conforto e segurança.

No mais, a moto é um rojão. Pelo menos pro meu gosto.
Tá fazendo 20km/l e anda a 160km/h com gasolina podium. Pra uma moto custom 99, de 12 mil tá bom né.

Grande abraço aos irmãos motoqueiros.
Imagem

Imagem


Voltar ao topo
 Perfil  
 
gildalfer
MensagemEnviado: Qua Nov 03, 2010 8:56 pm 
 Assunto :
Avatar do usuário

Registrado em: Ter Jul 22, 2008 12:23 am
Mensagens: 2384
Localização: Osório - RS
Alô Gammaray. Parabéns pela aquisição. É realmente uma moto muito boa. E não dá prá andar nela com qualquer roupinha, né? :lol: :lol: :lol: Eu só discordo num ponto com as tuas afirmações. Ela não foi feita para rodar com gasolina de alta octanagem, pois a taxa de compressão dela é de 9:1. Uma gasolina de alta octanagem (a podium,p.ex.) só vai fazer efeito em motores com taxa de compressão acima de 10:1. Podes usar a gasolina aditivada normal, que é o recomendado de fábrica. Bons passeios.

_________________
Tio Giba
O encanto de viajar está na própria viagem (M.Quintana)


Moto: Virago 535


Voltar ao topo
 Perfil  
 
cleitonar
MensagemEnviado: Qui Nov 04, 2010 8:07 am 
 Assunto : Re: Primeira viagem na minha Virago 535 1999

Registrado em: Seg Jun 28, 2010 11:21 am
Mensagens: 30
Localização: Porto Alegre - RS
"Gammaray" escreveu:
Comprei uma Virago 535 99 com 38.000 Km aqui na minha cidade (São José do Rio Preto).
Gostei da moto de cara. Minha idéia antes era comprar uma Shadow, mas devido ao preço optei pela Virago.
Tem um ronco animal, mesmo com escape original. Por ter transmissão por cardã já é um passo a frente da Shadow. É uma delícia rodar com ela ser o ruido chato de corrente.
Nunca tinha tido moto custom, aliás não tinha moto a 10 anos. So tive uma sete galo, uma Saara e uma Honda Dream. Mas todas as motos que tive foram compradas pelo meu pai e eu usava junto.
Minha paixão sempre foi o estilo custom.
Quando andei nela a primeira vez percebi que era tudo que eu esperava mesmo, embora nunca tivesse andado em nenhuma custom.
Resolver assumir uma moto velha (11 anos não é brincadeira) não é tão simples assim. Tem que estar preparado para assumir um gasto aqui outro ali.
De cara percebi que a moto não tinha afogador. Na verdade o carburador não era original. Instalaram um com sensor eletronico, e a Virago não tem preparo pra isso. Nada que um bom mecanico não resolva. Meu mecanico instalou um afogador no mesmo carburador. Ficou show.
Tô curtindo muito a moto e resolvi postar aqui minha experiência com ela até agora e relatar uma viagem que fiz.
Me empolguei com o estilo e comprei um capacete Kraft aberto, revestido em couro sintético. Muito bom pra andar na cidade. Não abafa o som ambiente (ronco) é leve e confortável.
Quando resolvi viajar para visitar uns parentes em Indaiatuba/SP logo pensei em ir de moto.
Me dirigi a uma loja custom que tem na minha cidade e mandei instalar alforges laterais. O espaço não é grande coisa, mas muito maior que uma mochila. O chato é ter que dividir a tralha em duas metades.
Nunca viajei por mais de 50km de moto. Então resolvi sair de manhã para aproveitar a viagem e ir parando várias vezes se fosse necessário para aguentar rodar os 400km que me esperavam.

1º Problema: falta de gasolina aditivada, podium então, esqueça. Essa moto foi projetada para gasolina de alta octanagem (96), coisa que só a podium oferece. Mas se voce acostuma a moto com ela, depois ela fica "exigente" com o combustível.

2º Problema: O capacete. Ai se eu não tivesse um lenço! O capacete machuca muito a testa, sem um lenço ou uma bandana fica impossível rodar mais de 50km com ele. Fora isso, acima de 90km/h fica muito desconfortável. O barulho do vento atrapalha, sem contar as pedradas na cara, respingos de outros veículos que caem na sua boca (eca!). Mas como era minha primeira viagem, tive que aguentar.

3º Problema: Não tinha uma ropa apropriada. Fui com uma jaqueta esportiva de nylon de agasalho, dessas bem finas. Segura muito o vento. Minha luva era curta e o vento puxava a manga da jaqueta, expondo meu punho ao sol. Resultado: manchas vermelhas no pulso.

4º Problema: depois de 100km rodados, parei em um posto e percebi um cheiro estranho no ar. A principio achei que fosse no posto. Na proxima parada, uns 30km adiante percebi o cheiro vinha da moto, proximo ao motor. Um cheiro que parecia enxofre. Pensei: "será que o diabo tá me chamando?"
Como não tenho muita experiencia liguei pro meu pai e ele não suspeitou de nada. Segui em frente.

Cheguei ao meu destino sem maiores problemas. Encostei a moto e fui ligar ela só 2 dias depois. Eu ia com meu primo ao Shopping Serra Azul, em cima da Rodovia dos Bandeirantes, point de motoqueiros nos finais de semana. E não é que a moto não pegava! Bateria arriada. Dei um tranco nela (olha a cag*da) ela pegou e levamos num mecanico de confiança dele. Diagnóstico: retificador de voltagem estourado. A bateria tava quase sem água. O cheiro de enxofre era o ácido da bateria sendo evaporado. Por sorte a bateria não explodiu e nem vazou ácido no motor. O fod* foi morrer com 270 reais para arrumar. 220 da peça (depois de chorar muito) e 50 de mão-de-obra. O cara conseguiu um retificador de Falcon recondicionado. O original da virago é 600 pila e demora 15dias pra chegar pela Yamaha, brincadeira né.
A bateria deu pra salvar e o serviço ficou a contento. Mas o passeio teve q esperar.
No dia seguinte fui com meu primo no tal Serra Azul. Domingão de sol, estacionamento do shop tinha de tudo. Customs, Speeds, nakeds, trails. Na volta meu primo pegou ela pra experimentar na volta, ele tem uma V-Strom 1000. Nâo é que o Filho da mãe deu 160 com minha virago! Eu não conseguia passar de 140. Depois ele me deu a dica: Cara, tem que usar capacete fechado e uma jaqueta boa. Ele tava com um capacete LS2 e uma jaqueta Zebra.
Descobri a América! No dia seguite fui atrás de comprar um capacete fechado e uma jaqueta. Comprei um capacete LS2 Combat preto fosco com viseira cromada e uma jaqueta Tutto. Gastei mais 800 pau na brincadeira. Mas garanti uma viagem de volta muito mais tranquila e prazerosa.
Na ida conseguia uma velocidade de cruzeiro de 90km/h. Na volta foi de 110-120km/h tranquilo.

Fica ai a dica galera. Se for viajar, vá equipado. Compensa gastar um pouco pra ter conforto e segurança.

No mais, a moto é um rojão. Pelo menos pro meu gosto.
Tá fazendo 20km/l e anda a 160km/h com gasolina podium. Pra uma moto custom 99, de 12 mil tá bom né.

Grande abraço aos irmãos motoqueiros.
Imagem

Imagem


Parabéns, tenho uma verde e branco ano 2000 e tive poucos gastos em manutenção.Acesse o fórum sobre peças genéricas, algumas podem ser uma boa idéia, outras é melhor consultar teu mecânico. Se liga na válvula q liga a reserva, se fica muito tempo sem uso encrava. Tive esse problema, recomendo de vez em qdo, mesmo com gasolina no tanque, abra a reserva p fazr funcionar essa válvula. Sobre a bateria, acredito que o melhor seja instalar uma selada. E sobre o combustíel, correto o gildalfer, deve ser apenas gasolina aditivada mesmo, pois o motor e carburação ficam melhor ajustados para esse combustível.Por fim, que carburador instalaram na sua? Fiquei curioso sobre o fato! Falow.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Gammaray
MensagemEnviado: Qui Nov 04, 2010 10:43 am 
 Assunto :
Avatar do usuário

Registrado em: Qua Nov 03, 2010 11:36 am
Mensagens: 2
Localização: São José do Rio Preto - SP
Então meu caro Cleitonar,
Acho que bateria selada seria como plantar uma bomba na moto. A minha não explodiu na viagem por ser convencional. Nunca teria coragem de instalar uma selada. Se o retificador pifa numa viagem, vc nem chega a sentir o cheiro de enxofre, a bateria explode alem de ser perigoso pode manchar todo o motor da moto.
Quanto ao caburador acho que instalaram uma da DragStar, mas meu mecanico não tem certeza. Parece que são todos iguais, o que muda é a regulagem e os giclês. Mas sabemos que não é original por não ter o afogador, tivemos que improvisar um que ficou perfeito.
Quanto à gasolina é bem perceptível a melhora de desempenho usando Podium, mas sei que seria melhor a aditivada comum. Mas meu pai que usa a moto também é teimoso e só põe Podium. O fod* é quando vai viajar, mesmo em SP não achei podium nem em postos grandes (Graal da Bandeirantes tem posto BR mas não tem Podium).
Abraço.


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Romildo Apolonio Gomes
MensagemEnviado: Sáb Nov 13, 2010 6:27 pm 
 Assunto : Moto Virago 535
Avatar do usuário

Registrado em: Seg Set 27, 2010 9:35 am
Mensagens: 30
Localização: Tapiraí - SP
Ola amigo, eun tenho uma Fazer 250 e to pensando em comprar uma moto custum, apareceu uma virago 535 do ano de 1999, ela esta com a bateria arriada e o proprietario me disse que precisa trocar uma bomba de combudtivel que puxa gasolina de um reservatorio para o tanque, eu nã entendi bem o que ele quis dizer, pois isso quero uma orientação de voces a respeito desse problema e da qualidade da motocicleta. Grato.

_________________
Não interessa a marca, o modelo, ou a cilindrada da moto, o importante é a amizade.


Moto: Drag Star 650cc Águia Prateada


Voltar ao topo
 Perfil  
 
cleitonar
MensagemEnviado: Dom Nov 28, 2010 3:00 pm 
 Assunto : Re: Moto Virago 535

Registrado em: Seg Jun 28, 2010 11:21 am
Mensagens: 30
Localização: Porto Alegre - RS
"Romildo Apolonio Gomes" escreveu:
Ola amigo, eun tenho uma Fazer 250 e to pensando em comprar uma moto custum, apareceu uma virago 535 do ano de 1999, ela esta com a bateria arriada e o proprietario me disse que precisa trocar uma bomba de combudtivel que puxa gasolina de um reservatorio para o tanque, eu nã entendi bem o que ele quis dizer, pois isso quero uma orientação de voces a respeito desse problema e da qualidade da motocicleta. Grato.


Ora, é uma ótima moto. A bomba tem solução além de instalar a original, mais cara. Veja nos tópicos deste site que encontrará uma solução. O idela seria levar o seu mecânica para ver a moto, ligá-la, testa-la etc... Sobre a bomba pode usar de outras motos, a original, mecânica, recondicionada, etc... De uma pesquisada nesse site e veja se encontra, senão solta o grito. Se no mais a moto estiver boa, mete bronca, e manda direto para uma revisão geral, troca óleo, etc... custo aproximada de uns R$ 300,00.
Sd's
Cleiton


Voltar ao topo
 Perfil  
 
Exibir mensagens anteriores:  Ordenar por  
Home // Motos Yamaha Responder
Ir para página Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7 ... 37  Próximo


Ir para:  
Enviar mensagens: Proibido
Responder mensagens: Proibido
Editar mensagens: Proibido
Excluir mensagens: Proibido


Ajude o MotosCustom a crescer !

As opiniões expressas pelos participantes não refletem, necessariamente, a posição do MotosCustom.com.br.
As opiniões são de responsabilidade de seus respectivos autores.
As marcas YouTube, Blogger, Orkut e Facebook pertencem à terceiros.