Pintura do Motor

Projetos de customização e acessórios

Moderadores: Colaboradores, Administradores, Moderadores

Avatar do usuário
jirschik
Moderador
Mensagens: 5140
Registrado em: 17 Mar 2008, 18:12
Localização: São Paulo
Contato:

04 Abr 2010, 08:51

A pintura em preto fosco, mais barata e prática que conheço, é com uma tinta em spray que tem o nome "600". Se for em uma loja de tintas, deves encontrar. É uma tinta que cura em altas temperaturas e daí o seu nome: 600 Graus Celsius.

Esta tinta é utilizada para pintar escapamentos e suas proteções, assim como grelhas de churrasco. Por ser uma tinta em spray, que é muito fina, o maior segredo para um bom acabamento é ter uma superfície à ser pintada, sem imperfeições, bem lisa. Isso é garantido por um último tratamento com lixa d'água. Se for fazer isso por conta própria, é quase certeza que você não tem uma cabine de pintura em casa :D , então precisará fazer isso em uma área fechada, sem pó e trabalhar rápido, aplicando várias demãos, sem pressa.
Imagem

Avatar do usuário
antoniolinkon
Mensagens: 8
Registrado em: 19 Ago 2009, 15:00
Contato:

27 Jun 2010, 00:49

Olá pessoal tenho uma Virago 250 e estou querendo pintar o motor de preto fosco, pelo que já falaram tem que ser pintado em uma cabine e com compressor pra ficar de qualidade o serviço, tô querendo fazer eu mesmo no spray. Mas segundo um mecanico que conversei se pintar o motor ele vai esquentar muito, será que é verdade?

Olha só a foto to querendo fazer algo parecido assim:
Imagem
Antônio Linkon - Abutre's M.C
Intruder 125
Virago 250
Boulevard M800

Avatar do usuário
hellmann
Mensagens: 326
Registrado em: 04 Dez 2009, 21:08
Localização: Curitiba
Contato:

27 Jun 2010, 14:26

jirschik escreveu:A pintura em preto fosco, mais barata e prática que conheço, é com uma tinta em spray que tem o nome "600". Se for em uma loja de tintas, deves encontrar. É uma tinta que cura em altas temperaturas e daí o seu nome: 600 Graus Celsius.

Esta tinta é utilizada para pintar escapamentos e suas proteções, assim como grelhas de churrasco. Por ser uma tinta em spray, que é muito fina, o maior segredo para um bom acabamento é ter uma superfície à ser pintada, sem imperfeições, bem lisa. Isso é garantido por um último tratamento com lixa d'água. Se for fazer isso por conta própria, é quase certeza que você não tem uma cabine de pintura em casa :D , então precisará fazer isso em uma área fechada, sem pó e trabalhar rápido, aplicando várias demãos, sem pressa.


ESTA TINTA NÃO PRESTA!
acredite, eu não ia tirar o motor denovo da moto, passar ácido, escova de aço, re-embalar os cromados, pintar denovo se esta tinta não fosse uma legítima PORCARIA!
e isso que eu tinha jateado o motor antes


antoniolinkon escreveu:Olá pessoal tenho uma Virago 250 e estou querendo pintar o motor de preto fosco, pelo que já falaram tem que ser pintado em uma cabine e com compressor pra ficar de qualidade o serviço, tô querendo fazer eu mesmo no spray. Mas segundo um mecanico que conversei se pintar o motor ele vai esquentar muito, será que é verdade?

Olha só a foto to querendo fazer algo parecido assim:
Imagem

eu pintei sem reclamações. nunca vi alguem falando isso, o que ele pode ter tentado dizer é que o motor esquenta e descasca a tinta

Avatar do usuário
Avs.Bruno
Mensagens: 3
Registrado em: 15 Jul 2010, 09:43
Localização: Brasí­lia
Contato:

24 Set 2010, 15:05

Ola,
eu dei uma procurada mais não achei nada sobre pinturas de motores, se ja exixte um topico sobre esse assunto me disculpe e por favor me manda o link.

caso não la vai

Gostaria de saber quais são as tecnicas e tintas usadas para a pintura do motor da moto se tem que desmontalo todo ou pintar por inteiro, se alguem ja fez algo parecido e tiver algum tutorial manda ai pra gente ver

abraços

aguardo!

fdel
Mensagens: 558
Registrado em: 19 Ago 2008, 21:38
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

18 Out 2010, 13:53

Experiência minha.
Há apenas 1 possibilidade, retirar o motor e pintá-lo. Não dá para pintar montado, vai ficar uma M e provavelmente vai acabar pintando algo que não queria.

Necessário compressor, não tem como.

Para o motor é necessário usar tinta resistente ao calor para evitar que descasque.

Avatar do usuário
hellmann
Mensagens: 326
Registrado em: 04 Dez 2009, 21:08
Localização: Curitiba
Contato:

18 Out 2010, 15:41

bem, já pintei, repintei, me ferrei e me orgulhei com esse lance de pintura de motor, então aí vai minha experiência:
antes de pintar limpe o motor bem, jateie se possível. sim, tem que desmontar, na moto voce não vai conseguir pintar lugares ali entre os fixadores de trás do motor, que fica escondido pela alma (berço).
se voce não quer usar o compressor, tem tinta de alta temperatura (a tinta 600) que... bem... é uma porcaria. eu pintei meu motor com ela, primeiramente. fica lindo, lindo mesmo. a questão é que mesmo com 3 demãos, uma pedra que bata no motor enquanto voce anda faz um risco. sem contar que, se pingar gasolina da torneira em cima dele, e voce passar um pano, esqueça, já era.

pintei agora com tinta esmalte sintética. é bem mais grossa, não descascou e é bem mais fácil de limpar. a questão é que também é solúvel com gasolina, e também com vapor de óleo, ou seja, ali perto do respiro, a tinta enrugou e soltou toda.

a tinta definitiva e derradeira é a EPOXI, a tinta ELETROSTÁTICA. aquela que a tinta tem uma carga elétrica e a peça tem a carga contrária, tipo como pintam CPU's e armários de vestiário como os da Nilko. é caro, é. a questão é que é eterno.
em resumo: uma lata de tinta 600° tá 18 reais. pra durar 2 meses bonita. uma lata de esmlate sintético é 30 reais. precisa de compressor e dura ... (ainda não sei quanto) e eletrostática é cara, mas é pra sempre.
a maioria da galera aqui compra todas as peças em loja enquanto eu prefiro fazer em casa. mas pintar o motor todo mundo quer fazer em casa e eu digo, mandem fazer!

fdel
Mensagens: 558
Registrado em: 19 Ago 2008, 21:38
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

20 Out 2010, 16:38

Amen!

luizblue
Mensagens: 4
Registrado em: 23 Out 2010, 11:27
Localização: Campinas
Contato:

23 Out 2010, 11:36

Comprei uma virago 535 ano 1994.
Mesmo sem entender nada de mecânica de motos resolvi desmontá-la para melhorar a aparência e conservá-la. Isto porque muitas peças estavam enferrujando, a parte elétrica tinha fios desencapados, terminais derretidos, entre outros.

Desmontei a moto, pintei o quadro, o tanque de combustível interno, e o motor, troquei diversos parafusos.

Aproveitei e resolvi regular a folga das válvulas. Deixei cair a chave dentro do compartimento de admissão do cilindro dianteiro. Ai tive de desmontar o cabeçote para retirá-la.

No final tudo certo.

Acabei descobrindo que faltavam algumas peças como o "L" que apoia o silenciador do escapamento. Outras peças que a moto não possuía tive de improvisar, como o emblema do tanque que tive de fabricar.

Antes da reforma:
http://img99.imageshack.us/i/dsc02772td.jpg/

Depois da reforma ficou assim
http://img85.imageshack.us/f/dsc02835bc.jpg/

Motor - pintura tinta fosca 450ºC Aluminium:
http://img64.imageshack.us/i/dsc02799p.jpg/

PESQUISEI BASTANTE SOBRE QUAL TINTA SERIA APROPRIADA PARA A PINTURA DO MOTOR. MUITOS DIZEM SER NECESSÁRIA A APLICAÇÃO DE FUNDO "FOSFATIZANTE", WASH PRIMER, PU, ENTRE OUTRAS "PREPARAÇÕES". NO MEU CASO APENAS LIMPEI BEM A SUPERFÍCIE DO MOTOR E APLIQUEI TINTA PARA ALUMÍNIO QUE SUPORTA ALTA TEMPERATURA. O MOTOR CHEGA A AQUECER NA CASA DOS 125ºC. ASSIM, NAO HOUVE PROBLEMAS QUANTO AO AQUECIMENTO. TAMBÉM NÃO PROBLEMAS QUANTO À ADERÊNCIA, NÃO DESCASCOU, ETC.



__________________________________________________________________________________________________________
REGULANDO VÁLVULAS
_____________________________________________________
ADVERTÊNCIA: NÃO SOU MECÂNICO, APENAS INDICO O PROCEDIMENTO QUE REALIZO EM MINHA VIRAGO 535.

O motor da virago 535 possui 4(quatro) válvulas, sendo duas acima de cada cilindro.

Temos duas válvulas de admissão e duas de escape.

As de admissão ficam localizadas no meio do V do motor (próximo aos carburadores).

As de escape fica na parte externa do V (próximo às saídas dos escpamentos).

É bem simples o ajuste de válvulas.

FERRAMENTAS:

chave de fenda grande
chave allen
chave de boca nº.10
chave L nº. 14
calibrador de válvulas
cola/vedação para motor (opcional)

PROCEDIMENTO:

Coloque a moto em ponto morto.

Remova as tampas cromadas que ficam no cabeçote (tampas retangulares) para ter acesso aos compartimentos das válvulas.
No lado esquerdo do motor (lado esquerdo de quem está sentado na moto), na parte cromada, próximo ao pedal de marchas, existem dois parafusos com fenda, um pequeno e um grande.

Abra-os com a chave de fenda. Neste local ficam as marcas do ponto de ignição.

Depois de abrir você verá que no local onde estava o parafuso maior existe um outro parafuso. Gire este parafuso em sentido horário (da esquerda para a direita) enquanto vai girando observe que no local onde você retirou o parafuso pequeno há uma peça de metal que possui algumas marcas. Localize a marca I (esta marca refere-se ao cilindro dianteiro) deixe a marca I alinhada com a marca que há no compartimento.

Agora abriremos os compartimentos das válvulas. Vamos abrir primeiro o da válvula de escape que fica na parte externa do V do motor, próxima ao escapamento. Use a chave de boca nº. 10. São dois parafusos. Retire a tampa com cuidado porque há uma junta de borracha nela. Feito isto você usará o ajustador de válvulas. O espaço recomendado é entre 0,12 e 0,17mm. Pegue o calibrador de válvulas correspondente, entre estas medidas e coloque entre a válvula (se não couber por falta de espaço, solte a contraporca e use a chave allen para aumentar a folga). Depois de posicionada o calibrador aperte a folga até que você sinta uma pequena resistência para retirar o calibrador. Depois disso aperte a contraporca.

O mesmo procedimento serve para a válvula de admissão, só que a folga dela deve ser entre 0,07 e 0,12mm.

O mesmo procedimento serve para o cilindro traseiro.

Terminada a regulagem e fechados os compartimentos de válvula e as tampas laterais do bojão, ande com a moto e observe se não está vazando óleo nos compartimentos de válvula. Se estiver, use um pouco de cola para motor para vedar.

Boa sorte.
Breve postarei fotos para facilitar o passo a passo.


__________________________________________________________________________________________________________
TROCANDO ÓLEO DO CARDÃ
_____________________________________________________

FERRAMENTAS:

Chave de boca nº. 17
funil pequeno
óleo tipo hipóide SAE 80 API GL-4 (de preferência GL-4, mas o fabricante diz que é possível usar GL-5 e GL-6)

PROCEDIMENTO:

Na roda traseira da moto, ao lado esquerdo (de quem está montado) fica o compartimento onde se drena e repõe o óleo do cardã.

Abaixo há um parafuso para drenagem, e na parte direita, na linha do centro da peça há um outro parafuso para a reposição.

Coloque uma vasilha abaixo do parafuso que fica embaixo. Abra-o.

Abra o parafuso de reposição.

Deixe escorrer o óleo.

Deixe a moto reta, depois coloque-a no descanso.

Após escorrer tudo feche o parafuso de drenagem.

Coloque o óleo com ajuda de um funil. O fabricante indica que o máximo suportado é 0,190 l. ou 190ml. Na minha, acho que por restar um pouco no compartimento, só consigo completar 150ml. O nível do óleo ó o da reta do parafuso de reposição (com a moto reta).

Coloque o parafuso de reposição.

Boa sorte.
Breve colocarei as fotos do passo a passo para facilitar.
Luizblue
Virago 535, 1994
Twister 2008

Avatar do usuário
guilherme.tw
Mensagens: 49
Registrado em: 18 Jul 2008, 10:48
Localização: Campinas
Contato:

26 Out 2010, 08:24

Luiz, você utilizou compressor para efetuar a pintura do motor ? Estou reformando uma Virago 250 e fico um tanto apreensivo em fazer a pintura do motor sofrer com descascamento.
O Google é meu pastor, nada me faltará!

luizblue
Mensagens: 4
Registrado em: 23 Out 2010, 11:27
Localização: Campinas
Contato:

26 Out 2010, 15:39

guilherme.tw escreveu:Luiz, você utilizou compressor para efetuar a pintura do motor ? Estou reformando uma Virago 250 e fico um tanto apreensivo em fazer a pintura do motor sofrer com descascamento.


Então, eu usei tinta da marca perfortex, tipo alumitex de alta temperatura.

No meu caso eu limpei o motor com tineer, usei um pouco de removedor de tinta porque o antigo proprietário aplicou tinta prata no motor, e lavei o motor diversas vezes com detergente líquido e água.

Aplique a tinta com compressor de ar pequeno, daqueles que ficam ligado direto. Apliquei 3 demãos de tinta.

Até agora não descascou. Depois da pintura levantei o motor no macaco pela parte de baixo e nesta parte a pintura ainda está íntegra. Abri o compartimento das válvulas também e a pintura sobre os parafusos das tampas se manteve.

Espero ter ajudado e que dê certo ai caso resolva pintar o motor.
Luizblue
Virago 535, 1994
Twister 2008

Responder
  • Informação
  • Quem está online

    Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes