Saúde: Motociclistas cuidado com câncer de pele

Assuntos diversos relacionados ao motociclismo

Moderadores: Moderadores, Colaboradores, Administradores

Responder
P.H.
Administrador
Mensagens: 1589
Registrado em: 22 Jun 2007, 13:37
Localização: Jundiaí
Contato:

14 Ago 2012, 10:20

Motociclistas e motoristas precisam ter cuidado com câncer de pele.

A atividade de pilotar moto expõe o operador da máquina à radiação solar durante várias horas e em momentos críticos onde a radiação ultravioleta tem ação degenerativa e cumulativa sobre a pele. São necessários cuidados, orientação e proteção.


A atividade diurna submete motociclistas a um fator de risco que muitos não dão nenhuma importância, e que são capaz de produzir lesões e complicações graves.

Em alguns casos, pode ser considerado uma doença ocupacional. O motociclista, dependendo do equipamento de proteção utilizado ou não, terá toda pele exposta ao sol sujeita a lesões.

Pesquisas mostram que 53% das lesões cancerosas da pele ocorrem do lado esquerdo do motorista sendo a incidência maior nos homens, chegando a 64%. Nos motociclistas não há área predominante, ocorre nas áreas expostas.

Quando o veículo tem janelas grandes, teto solar ou teto conversível ocorre maior exposição aos raios ultravioleta do tipo A, B e C. O mais nocivo é o do tipo B que pode causar ainda outros cânceres como: Basocelular (67,7%) que é benigno; Espino-celular (19,8%) maligno; e Melanoma maligno (12,5%) grande malignidade.

O basocelular aparece mais em indivíduos de pele clara, com mais de 40 anos. Está relacionado ao acúmulo de radiação solar ao longo do anos. É mais comum na ponta do nariz e o prognóstico é bom.

O espino-celular corresponde à quase 20% dos casos. Aparecem em áreas de cicatrizes antigas, queimaduras e áreas de acúmulo de radiação solar. É comum em homens de 50 anos. Cresce rapidamente se espalha para outros órgãos com muita facilidade. Locais comuns são face e braços.

O melanoma maligno é o mais perigoso e tem alto potencial para se disseminar para todo o organismo. Comum em pele clara e em queimaduras de raios solares. São extensos e profundos, podem produzir coceira, ulcerar e sangrar.

Vale lembrar que a radiação solar é cumulativa, quero dizer, vai produzindo lesão imperceptível ao longo do tempo. Para melhor caracterizar, ela causa lesão das fibras elásticas da pele levando ao enrugamento da mesma, favorecendo o envelhecimento precoce e é conhecida como pele de marinheiro ou pescador.

Diante de tal risco recomenda-se:
- reduzir a exposição aos raios solares entre os períodos as 10 as 16 hrs;
- uso de filtro solar em toda área exposta;
- óculos de proteção solar;
- roupas próprias que reduzem a exposição;
- manter janelas fechas e utilizar películas protetoras.

Adaptação do texto do Dr. Dirceu Rodrigues
Fonte: Revista Motoboy - Ano XIII - Edição 115 - pg 46
Mirage Bobber à caminho !
Responder