Dados/Estatísticas de Mercado

Assuntos diversos relacionados ao motociclismo

Moderadores: Moderadores, Colaboradores, Administradores

Responder
RenanSP
Mensagens: 1063
Registrado em: 15 Jun 2011, 18:32
Localização: São Paulo
Contato:

06 Jan 2013, 11:31

Alías, será que não viram ai um padrão "justificável" (por parte do governo) para o aumento do DPVAT em quase 300 dilmas??? :lol: :lol: :lol:
"I wish not the doctrine of ignoble ease, but the doctrine of the strenuous life."
gildalfer
Mensagens: 2384
Registrado em: 22 Jul 2008, 00:23
Localização: Osório
Contato:

31 Ago 2013, 11:04

Emplacamentos de Motos Custom: Jan a Jul/2013:

1) Intruder 125 - 5003

2) Kansas 150 - 949

3) Mirage 150 - 706

4) XVS 950 - 509

5) HD XL 1200 - 480

6) HD FAT BOY - 433

7) HD XL 883 - 369

8) Boulev.M 800 - 367

9) Mirage 250 - 344

10) HD NIGHT ROD- 332

11) Shadow 750 - 314
Tio Giba
O encanto de viajar está na própria viagem (M.Quintana)
AJ Souza
Mensagens: 1929
Registrado em: 05 Out 2008, 18:14
Localização: Canoas
Contato:

31 Ago 2013, 16:50

Bah! a shadow ta em último nos emplacamentos, sinal que ta falhando o "merchan" da fábrica para promover produto, ou não tão nem aí pra ela...rs. Mas mesmo assim eles não baixam o preço, ao menos para atrair o cliente.
Eu compraria uma pela vasta rede de CC, pelo cardã, cilindrada e um motor confiável.
Imagem
Avatar do usuário
wagner_salsa
Mensagens: 111
Registrado em: 04 Jan 2013, 21:59
Localização: São Paulo
Contato:

31 Ago 2013, 22:05

Eu acho que não estão nem ai mesmo. a maior parte das hondas aqui de São Paulo nem tem a shadow no Show Room. Priorizam as nakeds,carenadas e outras motos de menor cilindrada.
Prefiro a paz mais injusta à mais justa das guerras.
gildalfer
Mensagens: 2384
Registrado em: 22 Jul 2008, 00:23
Localização: Osório
Contato:

01 Set 2013, 14:34

Quando a Shadow 750 era "Custom", liderava o mercado nesse segmento. Quando mudaram o modelo "descomtumizando" a moto, ela despencou nas vendas. Os consumidores não gostaram do novo modelo.
Tio Giba
O encanto de viajar está na própria viagem (M.Quintana)
cros
Moderador
Mensagens: 10419
Registrado em: 15 Nov 2007, 23:55
Localização: Porto Alegre
Contato:

03 Mar 2015, 22:06

Código: Selecionar todos

2. Motocicletas.

 

Apesar de todo o meu carinho para o setor de duas rodas, está difícil trazer notícias boas! Assim como o setor de caminhões, esse foi o pior resultado dos últimos 9 anos! Sim, as quase 94 mil motos vendidas em fevereiro resultam no pior resultado desde março de 2006. O setor viveu o seu recorde de vendas em 2011 com quase 2 milhões de motos vendidas mas, este ano, entram no seu quarto ano consecutivo de quedas nas vendas e, com sorte, venderemos 1,25 milhão de unidades (ou 750 mil motos perdidas nos últimos 4 anos). Nos dois primeiros meses do ano, tivemos quase 202 mil motos vendidas, contra 253 mil do primeiro bimestre do ano passado. Depois do boom em 2011, o setor de motos perdeu linhas de crédito de financiamento, ficando quase toda a totalidade (mais ou menos 60%) das suas vendas atrelada ao produto consórcio.

As vendas de cotas de consórcio são o que mantém toda a indústria do setor de duas rodas. O grande problema disso é que o produto consórcio possui uma maturação de médio prazo, ou seja, eles precisam vender muito agora para usufruírem daqui a uns 3 anos.

O produto consórcio também é a grande explicação para o monopólio da Honda, marca esta com 80% do mercado de motos; atrelado desde sempre às vendas de cotas de consórcio.
fonte:
Imagem
BetoCB
Mensagens: 790
Registrado em: 22 Nov 2009, 19:55
Localização: São Paulo

03 Mar 2015, 23:02

preços estratosfericos
peças extremamente caras e dificeis de achar
falta diversidade de modelos
faltam custons de media cilindrada
nada fazem pra cativar os clientes e reclamam de vendas baixas? :shock: :shock: :shock:
Quer saber se há vida após a morte? Mexa na minha moto.
cros
Moderador
Mensagens: 10419
Registrado em: 15 Nov 2007, 23:55
Localização: Porto Alegre
Contato:

04 Set 2015, 19:20

Produção de motos recuou 12% em agosto ante igual mês de 2014, diz Abraciclo

A produção de motocicletas em agosto cresceu 11,6% ante julho, mas recuou 12% em relação ao mesmo mês do ano passado, divulgou nesta sexta-feira, 4, a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo). Com o resultado, a fabricação de motocicletas no Brasil acumula retração de 11,9% neste ano até agosto na comparação com igual período de 2014.

No oitavo mês de 2015, foram fabricadas 114.162 unidades, ante 102.330 em julho e 129.767 em agosto do ano passado. A Abraciclo destaca, em nota, que o crescimento da produção em agosto na variação mensal se deu porque julho deste ano foi um mês de paralisação para férias coletivas das fabricantes localizadas no Polo Industrial de Manaus (PIM), região que concentra praticamente toda as fábricas de motocicletas no País.

Vendas

Em agosto, as fábricas comercializaram 101.927 motocicletas para as concessionárias, volume 8,8% maior do que o vendido em julho, mas ainda 15,7% menor do que o comercializado no mesmo mês de 2014. Com o desempenho, as vendas no atacado totalizaram 854.674 unidades nos oito primeiros meses deste ano, retração de 10,1% em relação a igual período do ano passado (950.684 unidades).

Já as vendas no varejo somaram 99.854 unidades em agosto (21 dias úteis), recuos de 7,3% em relação a julho (21 dias úteis de vendas) e de 10,3% na comparação com o mesmo mês do ano passado (21 dias). A Abraciclo pondera, contudo, que, na média diária de agosto (4.755 unidades), as vendas cresceram 1,5% ante julho (4.684 unidades), mas recuaram 10,3% em relação a agosto do ano passado (5.300 unidades).

Exportações

A Abraciclo divulgou ainda que, em agosto, as fabricantes brasileiras de motocicletas exportaram 9.347 unidades, 9% a mais do que em julho. Esse volume, porém, é 1,9% menor do que o exportado em agosto do ano passado. Com o resultado, as vendas externas de motos somam 36.162 unidades de janeiro a agosto, o equivalente a um tombo de 42,1% na comparação com igual intervalo de 2014.

Em nota, o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, ressalta que tradicionalmente o segundo semestre é melhor do que o primeiro, em razão do período de férias, do 13º salário e da realização de eventos que "estimulam" o mercado. "O Salão Duas Rodas, por exemplo, programado para os dias 7 a 12 de outubro, em São Paulo, trará novidades e lançamentos que incentivarão os consumidores e deverão impactar positivamente nos resultados para o segmento", cita.

fonte
Imagem
luizbrites33
Mensagens: 11
Registrado em: 24 Jun 2016, 16:25
Localização: Santa Maria

24 Jun 2016, 17:17

Mstos com numeração raspada ñ tevemos compra !!!
http://www.santamariamoto.com.br/
Responder