Motoclubes / Motogrupos - Comportamento

Assuntos diversos relacionados ao motociclismo

Moderadores: Moderadores, Colaboradores, Administradores

Responder
Avatar do usuário
Moura
Mensagens: 3305
Registrado em: 11 Dez 2007, 17:07
Contato:

28 Set 2010, 14:22

Foi a primeira coisa que me veio na cabeça quando assisti o video...rsrsr

SOA na vida real..kkkk
Paulo Moura
Palhetad
Mensagens: 64
Registrado em: 21 Ago 2010, 12:17
Localização: Curitiba
Contato:

01 Out 2010, 16:46

Eu tenho alguns amigos que participam e tal, mas eu nao sei se eu participaria de um motoclube.

Eu gosto de dar bandas de moto com amigos, mas eu tambem prezo o descomprometimento. Não ser "obrigado" a ir em reuniões, pagar mensalidade, viajar, etc
Lebaras MC Curitiba

Encontros abertos ao publico toda sexta a noite. R. Minas Gerais, 1050
jirschik
Moderador
Mensagens: 5140
Registrado em: 17 Mar 2008, 18:12
Localização: São Paulo
Contato:

01 Out 2010, 17:51

Palhetad, existem vários tipos de grupos, que você pode chamar de MotoClube, MotoGrupo, MotoTurismo, etc. Se lhe interessar mesmo, basta procurar um que lhe agrade.

No VIRUS MC, por exemplo, não há pagamento de mensalidade. Isso tem suas vantagens e desvantagens. Não temos obrigação de ir em reuniões e isso também tem suas vantagens e desvantagens.

Então, basta procurar por um MC que seja adequado ao seu jeito de viver, seus princípios, etc.

Particularmente, gosto muito de pertencer a um MC. Mas isso só é possível de ser explicado, vivendo junto com o grupo, até mesmo para conhecer as pessoas. Afinal, não é fácil encontrar um "Sons of Anarchy" por aí! (Ainda bem! :P )
Imagem
Palhetad
Mensagens: 64
Registrado em: 21 Ago 2010, 12:17
Localização: Curitiba
Contato:

01 Out 2010, 18:48

É, mas não é muito facil encontrar um clube que seja assim tão susse.
Lebaras MC Curitiba

Encontros abertos ao publico toda sexta a noite. R. Minas Gerais, 1050
Wolverine
Mensagens: 870
Registrado em: 25 Jul 2008, 23:20
Localização: São Paulo
Contato:

02 Out 2010, 13:17

Camarada,

Você disse que gosta de rodar com amigos, mas não quer entrar em um motoclube por que não concorda com as regras que eles impõem...
Junte estes amigos,escolha uma imagem e um nome aderente aos seus ideais motociclisticos, descreva-os num estatuto e registre num cartório de títulos e documentos.

Se as outras turmas não tem a sua cara, mostre sua cara e aparecerão diversas pessoas que se interessarão.

Abs

Palhetad escreveu:É, mas não é muito facil encontrar um clube que seja assim tão susse.
Wolverine
Motoclube Tolerância Zero
shagost
Mensagens: 324
Registrado em: 24 Mai 2009, 22:06
Localização: Carapicuí­ba
Contato:

02 Out 2010, 14:58

Ou não. Não é necessário criar motoclubes virtuais apenas para andar de moto. Não precisa de patch nem de colete de couro.

O problema que quando se adquire uma custom, tem uma sequência de aspirações e eventos que surgem:

1 ) Comprar um colete
2 ) Criar um patch
3 ) "Fundar" um motoclube
4 ) Conseguir reunir os poucos membros do seu MC
5 ) Tentar ganhar respeito pelas suas cores
6 ) Mantê-los disciplinados
7 ) Evitar dispersão
8 ) Evitar frustação por não manter o "clube"
9 ) Se livrar logo da alcunha de motoclube quando entende o que é motoclubismo
10) Falar mal de motoclubes

Quem conhece o meio sabe que é isso que normalmente acontece. Poucos motoclubes se mantêm. Alguns saem de motoclubes por não concordar com regras, fundam outro, e depois se vêm obrigados a fazer regras para manter o pessoal na linha.

Acho que inclusive não se deve nem discutir regras de MC aqui, por que se vc concorda com elas e é aceito fique feliz, se não concorda, não entre e pronto. É como discutir cor do café! Se não concorda, não tome! Beba chá.

Espero que ninguém se sinta ofendido, pois essa não é minha intenção.
Shagost
---------
"Se eu tiver que explicar, você não vai entender..."
Palhetad
Mensagens: 64
Registrado em: 21 Ago 2010, 12:17
Localização: Curitiba
Contato:

05 Out 2010, 17:13

Wolverine escreveu:Camarada,

Você disse que gosta de rodar com amigos, mas não quer entrar em um motoclube por que não concorda com as regras que eles impõem...
Amigo, eu disse só que "não sei se entraria em um" hehehe
Eu sou uma pessoa que aceita a disciplina e concordo com isso. Eu só tenho um certo "medo" de me comprometer e depois ficar me esquivando por não conseguir cumprir com o estabelecido.

Mas eu estou avaliando quanto a isso, tenho amigos em MC aqui de Curitiba, vou começar a ver de perto como funcionam esses MC, se eu me interessar me associo, pq não? (se me aceitarem ne hehehe)
Eu gosto desse espírito de irmandade, de se unir sob uma bandeira, de encontros de moto, etc.

Eu não fundaria um Motoclube, já tem MC demais, mais facil encontrar um com o qual eu me familiarize mais.
Lebaras MC Curitiba

Encontros abertos ao publico toda sexta a noite. R. Minas Gerais, 1050
Avatar do usuário
Ricardo Joaquim
Mensagens: 1
Registrado em: 12 Out 2010, 21:05
Localização: Joinville
Contato:

12 Out 2010, 21:24

Estou interessado em montar um moto grupo de estilo custom. Tenho uma Kansas 150 cc customizada e eu e minha esposa estamos procurando membros para participar de nossas viagens.
Nosso objetivo é montar um grupo de casais com motos custom de baixa cilindrada para viagens. 8)
Viagem registradas: www.coalacustom.blogspot.com
" Não importa a cilindrada, o importante é o espírito."
cros
Moderador
Mensagens: 10370
Registrado em: 15 Nov 2007, 23:55
Localização: Porto Alegre
Contato:

13 Out 2010, 12:54

Ricardo Joaquim escreveu:Estou interessado em montar um moto grupo de estilo custom. Tenho uma Kansas 150 cc customizada e eu e minha esposa estamos procurando membros para participar de nossas viagens.
Nosso objetivo é montar um grupo de casais com motos custom de baixa cilindrada para viagens. 8)
Viagem registradas: www.coalacustom.blogspot.com
Veja:
viewtopic.php?t=3493
Imagem
Hoje Falcon 2007
Bromens
Colaborador
Mensagens: 2318
Registrado em: 14 Mar 2011, 10:02
Localização: Aracruz
Contato:

15 Mar 2011, 11:50

jirschik escreveu:Amigos:

Acessei o site de um motoclube que chamou minha atenção e ao qual eu pretendia me ingressar. Porém para ser membro deste motoclube são necessários vários pré-requisitos e dentre eles o que mais me deixou indignado e que me proibiu o ingresso: "Só aceitam membros que possuam motocicletas com mais de 600 cc."

Questionei o porquê desta regra em um e-mail de contato e recebi a seguinte resposta: "É por questão de segurança em nossos passeios, que normalmente são mais de 300 kms e moto com menor cc não agüenta."

Então comprei uma Kasinski Mirage 250 que não aguenta um passeio de 300km? Ou será que tem alguma discriminação disfarçada por aqui?

Duvido muito que eu não possa fazer uma viagem de mais de 300km diários com minha Mirage. E tenho certeza que vários de vocês já percorreram mais que isso. Tenho um amigo que com uma motocicleta de 125 cc já fez São Paulo - Ribeirão Preto - São Paulo - Campinas - São Paulo e isso dá muito mais que 300km.
Apesar deste post ser antigo, gostei e prefiri postar também uma experiência do passado:

Quando era criança descobri através de meu tio, irmão de minha mãe, o mundo do motociclismo. Apaixonei e desde então sempre quis ter minha moto, até que em 1999 meu tio sempre deixava uma de suas motos comigo, uma CG 125 nova. Sempre viajávamos ele com sua Recem comprada Falcon 400, outra paixão de minha vida, onde tive duas até então. Até que em 2001, comprei minha primeira moto uma CG125 prata, a "flecha de prata" como costumava chamá-la. Com essa tive meu melhores momentos de motociclista, rodei e muito sempre acompnhando meu tio, que na época possuía uma CB 500. Então decidimos montar os Patos do asfalto, pois o motoclube só tinha CG. Foi legal enquanto durou, mas sabe como é a galera era durona assim como eu e não rodávamos muito. Com o fim dos Patos, eu e meu tio resolvemos ingressar em outro motoclube o qual prefiro não divulgar o nome por se tratar de um Moto Clube grande aqui do ES. Fomos participar do encontro semanal de uma facção deste motoclue me minha cidade. Até que éramos apenas espectadores tudo foi bem até convidarem meu tio para entrar no motoclube. Jejesky, que é o meu tio, disse que só entraria se eu também entrasse... foi aí que começou a discriminação, pois disseram o mesmo que moto pequena não era bem vinda por questão de segurança, etc e tal. Pura baboseira, pois, eu sempre rodava com os caras do motoclube e nunca tive nenhum agarvante nas viagens sendo eu que puxava a galera na estrada.
Ficamos indignados, mas no final de tanto discutir o assunto todos os integrantes do moto clube me aceitaram. Porém ficamos pouco tempo no motoclube e saímos para fundar outro o Rota Colibri de Santa Teresa - ES. Motoclube este que integrei até meados de 2003 quando fui trabalhar em Salvador e tive que vender minha Falcon que era a moto que possuía na ocasião.

Resumindo: é por preconceito sim, que Motoclubes grandes escluem motos pequenas e motociclistas novos. Motivo: querem somente motos grandes para desmontrar que o grupo é seleto e de poder aquisitivo alto.

Pelo menos esta foi o que a experiencia que tive. Espero que integrantes de outros motoclubes não generalisem, pois sabemos que há muitos motoclubes que não têm este tipo de preconceito com os cegezeiros que são a maioria em nossa comunidade.

Grato pelo espaço e um abraço a todos.
Bromens
Responder