Você deveria pilotar uma moto?

Assuntos diversos relacionados ao motociclismo

Moderadores: Moderadores, Colaboradores, Administradores

Responder
P.H.
Administrador
Mensagens: 1589
Registrado em: 22 Jun 2007, 13:37
Localização: Jundiaí
Contato:

27 Mai 2013, 18:17

Você deveria pilotar uma moto?
Pilotar duas rodas não é para qualquer um.

Desde a invenção da motocicleta, as pessoas são atraídas por ela por uma grande variedade de razões

Elas são divertidas, rápidas, e nos trazem sentimentos de liberdade e poder. você pode deitar agressivamente nas curvas, ou apenas ir tranquilo. A experiência é pilotar ao ar livre e nenhum carro pode chegar perto de oferecer isso.

E desde sempre, marketeiros vendem motocicletas baseados nesses atributos, entregando cada vez melhores maquinas. Motociclistas também, usam este sentimento para recrutar novos motociclistas, sempre falando do quanto se divertem e o sensacional estilo de vida que possuem.

É claro que não há duvidas. Pilotar é uma grande atividade - mas não se surpreenda, não é para todos. Algumas pessoas, num momento de clareza, de auto-avaliação, realmente pensaram e disseram: “não, obrigado”, e simplesmente esqueceram motociclismo para sempre.

De acordo com a Fundação de Segurança para Motocicletas (MSF), uma fundação americana sem fins lucrativos, publicou em Maio, um texto chamado “Você deveria pilotar uma moto?”, que dá o título a nossa matéria.

Sim, a organização é patrocinada pelas fabricas de motocicletas, e mesmo assim diz que algumas pessoas deveriam se manter longe das motos para seu próprio bem.

E como deveria ser, a maioria de nós conhece alguém que se recusa a pilotar porque alguém com quem a pessoa se importava, se machucou ou morreu em um acidente de moto. E outros simplesmente já cairam e se machucaram, ou tiveram uma que passou perto, ou um daqueles momentos que poderia ter sido pior.

O diretor de projetos especiais da MSF, Ken Glaser, disse que promoveu esse texto porque a necessidade está lá. Em correspondência com mais de 9000 instrutores de pilotagem, ele disse que periodicamente eless ouviram de alguns novatos, que apareceram para o curso basico de pilotagem, que já tinham comprado suas motos, mas que ainda não haviam pilotado, e em alguns casos, motos com valor acima dos US$ 20.000,00.

as histórias deles, só apareceram porque essas mesmas pessoas, falharam no curso, e voltaram para casa sem realmente saber se tinham o que era preciso para pilotar aquela maquinta grande e brilhante que estava esperando para ser domada...

Nos Estados Unidos, esse curso é uma especie de indicador do vai ou não vai. Glaser disse que algumas pessoas realmente se divertem fazendo o curso, e outros acharam estimulante ou fácil. Tiveram alguns tambem, que acharam estressante e arduo. Pessoas desse ultimo grupo poderiam decidir não continuar tentando. Outros ficaram em cima do muro, e decidiram continuar mesmo assim.

Glaser disse que realmente espera que uma pessoa que bombe nesse curso, deveriam realmente considerar se deveriam ter uma motocicleta, e estar preparado para aceitar e se preparar para todos os riscos. Agora, a MSF está incluindo um questionário de 10 questões para os novatos que adentram ao curso básico de pilotagem:

no topo da lista dessas questões está a pergunta que pode parecer irônica:
“ você é um gosta de correr riscos mais que as outras pessoas que conhece?”

Um monte de pilotos pode dizer: “É claro que sim, e é exatamente por isso que amo pilotar.”

Mas o que realmente isso quer dizer, Glaser disse, é se você pode controlar os riscos? Ou, por exemplo, você é simplesmente um corpo solto atrás de uma roda? você gosta de seguir os carros de muito perto? ou correr o risco de colocar você e outros em perigo? Você usa celular no trafego? ou tem um comportamento agressivo dirigindo que pode não ser respeitoso as leis e as outras pessoas? Você carregaria isso para a moto?

Se sim, você não está sozinho. Você não seria o primeiro a descobrir que uma motocicleta perdoa bem menos erros que um carro. Em um acidente em um carro que você saiu ileso, não seria tão fácil em uma motocicleta.

Uma moto é equilibrada sobre dois pneus finos, e não tem uma gaiola protegendo. Se você cair, a única proteção que terá será sua roupa e capacete.

E se você pensa que acidentes só acontecem com as outras pessoas, essa também é uma atitude de risco.

Outras questões são, “Você sabe andar de bicicleta?” e “Você pode dirigir um carro com câmbio manual?”. Ambas as duas ações requerem uma boa coordenaçõ motora.

Ter experência em uma bicicleta - ou uma moto de cross ou uma scooter - ensina equilibrio sobre duas rodas. e inclusive uma moto de cross pode te ensinar varias coisas sobre condições adversas de pilotagem nas ruas.

E falando do câmbio manual, a maioria das motocicletas tem um. E se você tem problemas em um câmbio manual no carro, provavelmente será um problema para pilotar uma moto e você terá que adicionar mais uma coisa para aprender. E se isso parecer uma grande desafio para você, talvez uma scooter com câmbio automático seja a solução para você.
Ainda sobre as competências fisicas, você enxerga bem?

E não só passar no teste de visão, mas noção de profundidade e espacial, uma habilidade que realmente ajuda na estrada. Você consegue pegar uma bola? você é atrapalhado? você consegue medir velocidade e distância bem? Ou você é simplesmente um daqueles novos motoristas que entra na estrada com apenas alguns metros te afastando do carro que vem vindo?

E como dissemos anteriormente, saber mais ou menos como sua maquina funciona, ajuda, e muito.

Mais algumas, Você tem a mente tranquila? e “ você respeita maquinas e outros equipamentos que possuem riscos?”

E, outra coisa para se pensar ao controlar os riscos, você dirigiria ou operaria maquinas sobre a influência de alcool ou drogas? Você pensa que está bem, que funciona melhor depois de um drink ou dois, alguns pensam, mas a MSF não.

Outra ainda diz, “Você tem foco?” que significa, você consegue constantemente prestar atenção ao que está ao seu redor? Essa é uma habilidade tão importante como noção espacial e coordenação motora.

Em uma moto, você tem que prestar atenção em que marcha você está, em que rotação o motor está, o quanto você está inclinado na curva, como é o asfalto se você precisar freiar, o que está acontecendo no trafego a sua volta, etc.

Existem muitas variaveis individuais e operações a serem feitas enquanto você pilota, e você tem que sintetizar todas elas, e ainda se manter mentalmente afiado. Está certo que algumas envolvem tecnicas que você precisa aprender, outras requerem somente foco como pre-requisito.

A Proxima questão é: “Você pode dirigir um carro em uma emergência?”

Dependendo de como você interpreta isso, pode ser parcialmente aplicado porque as tecnicas necessárias para fazer isso em um carro e em uma moto diferem, mas prestar atenção no que acontece aos 360º graus em volta de você e pilotar defensivamente são algumas que servem em ambos os casos.

As coisas que você não carrega de um para o outro, são tecnicas operacionais que você realmente só aprende pilotando uma moto.

E estão sempre discutindo que um piloto de moto experimentado, pode carregar diversas técnicas na hora de dirigir um carro, porém não acontece o mesmo quando um bom motorista se aventura em duas rodas, não vai se dar tão bem.

Por que? Uma razão é se você sabe como freiar e controlar a tração em duas rodas, com certeza você consegue fazer isso com 4. Como você se aproxima dos lugares dirigindo um carro em uma emergência é importante, mas saber como lidar com sua moto em uma situação de emergência envolve muito mais técnicas que você nunca pensou na vida estando em um carro.

E por ultimo, “Voce está afim de investir algum tempo em saber como se pilota do jeito certo antes de subir na sua moto?”

Esse é discurso para o curso de novatos, o que é uma otima ideia. Ou você pode buscar por treinamento em escolas ou instrutores independentes também...

Se você é um novato, pense seriamente se você está pronto para se submeter a todos os riscos, e faça o treinamento para pilotar do jeito certo. e se você é um piloto experiente, e conhece alguém interessado em motociclismo, você pode ajudar a pessoa a se decidir se vai se envolver no processo de pilotar.

Fonte: MotorCycle.com
Tradução: TorresBeto
Mirage Bobber à caminho !
Tito Morello
Mensagens: 1068
Registrado em: 26 Ago 2011, 16:54
Localização: Angra dos Reis
Contato:

27 Mai 2013, 18:53

Muito bom. :wink:
Tito - Alone Riders MC
Imagem
cros
Moderador
Mensagens: 10429
Registrado em: 15 Nov 2007, 23:55
Localização: Porto Alegre
Contato:

27 Mai 2013, 19:00

Vejo hoje em dia 2 graves problemas para pilotar uma moto:

1 - A conhecida agressividade e falta de educação do condutor, seja ele 2 ou 4 rodas.
2 - O conhecido desinteresse e despreparo de quem retira carteira, sim pois essas auto ou moto escolas são apenas guiches para emissão da habiltação, preprar um condutor nenhum deles prepara seja de onde for.

Poderia citar as vias depredadas que ajudam a causar um acidente. Quando alguém novo pe fala que quer aprender ou andar de moto já não incentivo como antigamente, pois fazer isso nos coloca como cumplice ou culpados pelo incentivo.

Restaria então no minimo que esses condutores fizessem curso de pilotagem, coisa muito rara, e até um filão a ser explorado. Pois pelo menos o condutor poderia ficar mais preparado para enfrentar a guerra do transito principalmente o novato que quer dirigir pela primeira vez.
Imagem
jirschik
Moderador
Mensagens: 5140
Registrado em: 17 Mar 2008, 18:12
Localização: São Paulo
Contato:

27 Mai 2013, 19:02

Sei que "eu não devo pilotar moto esportiva". Não só pela posição de pilotagem, que acho péssima, mas pelo fato delas correrem muito. Não é toda vez que eu consigo me controlar por alguma estupidez que acontece no trânsito, ou por ter me atrasado em um compromisso. Então, prefiro que a máquina limite esse meu impulso.

Não é à toa que a alguns anos atrás eu troquei meu carro GM Calibra por um VW Polo Classic. Estava muito fácil chegar a 180km/h na Rod.dos Bandeirantes, nos dias em que me atrasava no serviço.

Estupidez... Mea culpa.
Imagem
FIlIPy65
Mensagens: 208
Registrado em: 15 Set 2012, 18:42
Localização: João Pessoa

31 Mai 2013, 01:58

O cros falou da agressividade e falta de educação.
Eu observo um agravante a isso: a impaciência.

Os motoqueiros ou motociclistas (com "m" minúsculo) sempre querem ter a prioridade, é certo que na legislação, os maiores tem que cuidar dos menores, mas existe o bom senso, sem contar que eles não respeitam ciclistas e pedestres.
Pilotam como se estivessem em Interlagos.

O caminhão na frente vai dobrar? Mas só depois de mim!
Esse carro quer entrar? Espere eu passar!
Esse senhor quer atravessar a rua? O carro atrás que pare!

Aí quando alguém "afronta" um motoboy, entrando em sua frente, de forma que ele tenha que esperar, reduzir ou parar, é xingamento, buzinaço, e outras agressões.

Sinceramente eu ando com vergonha, pois também ando de moto. Eu não gosto desse negócio de elitizar, mas confesso que me sinto mais confortável em estar em uma moto diferente, pois sei que dirijo diferente de muitos, mas só eu sei, mas por causa da moto, algumas outras pessoas imaginam que também assim como o estilo de moto, o estilo de pilotar seja diferente.

Hoje tenho quase um ódio de motoqueiro (ou motociclista =p), e me sinto hostilizado por eles e não por carros. Quando vejo um cidadão com vestes Smolder, Mormaii, Pena... Já fico cauteloso, pois ao menos aqui, é como se fossem fardas dos que me tiram fino, me fecham, e se acham no GP.

Isso foi praticamente um desabafo. Não tinha problemas com esse povo de moto quando andava de carro, e hoje eu nas duas rodas são quase inimigos.

o/
BetoCB
Mensagens: 792
Registrado em: 22 Nov 2009, 19:55
Localização: São Paulo

02 Jun 2013, 11:35

FIlIPy65 escreveu:

Os motoqueiros ou motociclistas (com "m" minúsculo) sempre querem ter a prioridade, é certo que na legislação, os maiores tem que cuidar dos menores, mas existe o bom senso, sem contar que eles não respeitam ciclistas e pedestres.
o/
concordo que realmente existe a falta de bom senso, atualmente isso está acontecendo aqui em Sampa com os ciclistas que incistem em disputar espaço com os veiculos motorizados achando que tem direitos mas se esqueçem dos seus deveres.Andei muito de bicicleta quando era moleque mas sempre tive consciencia que dirigir um onibus ou caminhão é muito mais dificil que andar de bicilceta e nunca fiz a loucura de disputar espaço com eles. Pedestres tambem vivem atravessando em sinal fechado e fora da faixa e quando um f.d.p. desses causa um acidente eles não pagam os danos que causaram.
Quer saber se há vida após a morte? Mexa na minha moto.
Kenny
Mensagens: 549
Registrado em: 18 Fev 2009, 11:33
Localização: Maceió
Contato:

02 Jun 2013, 22:19

Excelente texto, excelente iniciativa e tradução.
Vamos divulgar para os amigos, dentro e fora do fórum.

Abraço,
Kenny
******
Leia o manifesto "Veja uma moto, salve um motociclista"
http://ow.ly/2TnSj
Avatar do usuário
wagner_salsa
Mensagens: 111
Registrado em: 04 Jan 2013, 21:59
Localização: São Paulo
Contato:

02 Jun 2013, 22:53

FIlIPy65, concordo com o seu desabafo, tem uma turma que anda de moto que tem a cultura do "eu primeiro", se o outro veículo for um boeing, um caminhão, uma bicicleta ou outra moto, sempre tem que esperar por eles. Quando eu andava de carro (e ainda ando) os motoboys me tiravam do sério, quando vinham buzinando impedindo qualquer conversão por mais que você sinalizasse e aguardasse. Hoje de moto esses mesmos elementos continuam me tirando do sério, com fechadas, buzinadas e xingamentos. Não podem ver uma moto diferente ou maior andando entre os carros que querem literalmente passar por cima do cara. Acho que só assim para andarem na frente de uma harley, dragstar e outras motos do tipo. O ego deles deve precisar disso. Como disse o Cros, tudo passa pela educação do indivíduo, e isso anda em falta hoje em dia.
Prefiro a paz mais injusta à mais justa das guerras.
RenanSP
Mensagens: 1063
Registrado em: 15 Jun 2011, 18:32
Localização: São Paulo
Contato:

02 Jun 2013, 23:09

Concordo com o texto. Muito bom.

Concordo também com o que os colegas colocaram, em especial o Wagner e o BetoCB.

Essa cultura do "eu primeiro" é ridicula, quanta fechada de motoboy pela direita não tomo...e quanto se está no corredor os sujeitos acham que porque vc tem uma moto maior vc tem que andar a 80 no corredor. Eu evito andar quando está amontoado dessa galera, mas sempre opto por dar passagem. Alguns agradecem, alguns xingam e ainda mostram o dedo como aconteceu semana passada. Mas a tocada continua.

Quanto aos ciclistas, pelo menos aqui em SP, eles invocam direitos sem querer assumir obrigações.

Ex. Dia desses na Cardeal Arco Verde tinha um sujeito lá com sua bicicleta cara, equipos todos, uma placa nas costas com 1 metro de comprimento escrito "distância obrigatória - respeite" só em questão de segundos, esse mesmo sujeito "cortou" entre corredor de moto e entre os carros, subiu na calçada e passou um sinal vermelho. Mesmo que tentarmos, em algum momento alguém estará violando o suposto "direito" desse cidadão.

Esse é o pais da copa do mundo...
"I wish not the doctrine of ignoble ease, but the doctrine of the strenuous life."
FIlIPy65
Mensagens: 208
Registrado em: 15 Set 2012, 18:42
Localização: João Pessoa

03 Jun 2013, 21:27

Fico triste com os comentários, pois é um problema generalizado. =/
BetoCB escreveu:concordo que realmente existe a falta de bom senso, atualmente isso está acontecendo aqui em Sampa com os ciclistas que incistem em disputar espaço com os veiculos motorizados achando que tem direitos mas se esqueçem dos seus deveres.Andei muito de bicicleta quando era moleque mas sempre tive consciencia que dirigir um onibus ou caminhão é muito mais dificil que andar de bicilceta e nunca fiz a loucura de disputar espaço com eles. Pedestres tambem vivem atravessando em sinal fechado e fora da faixa e quando um f.d.p. desses causa um acidente eles não pagam os danos que causaram.
Teve um filme aí que mostra o uns "bike boys" de Nova Iorque fazendo zorra no trânsito. Acho que tão se inspirando.

É Brasil, todo mundo errado, e todo mundo querendo ter razão. Reclama de político ladrão, mas suborna policial, faz uma conversão proibida, ultrapassa um sinal vermelho, isso só a título de trãnsito, mas isso é "besteira", outros fazem até pior. Mesmo que o político corrupto, desvia um pouco, mas que besteira, tem outros que desviam bem mais.
Afinal, nessa cultura, a culpa maior é sempre do outro, a nossa é irrelevante. \o

Abraços aos irmãos também sofridos. o/
Responder