Viajar de moto no exterior

Organização de encontros e passeios, escolha de rotas, etc.

Moderadores: Moderadores, Colaboradores, Administradores

Responder
cros
Moderador
Mensagens: 10384
Registrado em: 15 Nov 2007, 23:55
Localização: Porto Alegre
Contato:

01 Jun 2009, 21:11

Exatamente, quando estivemos em Chui a moça do posto que diz fazer carta verde não fez pra nós (eu e o adriano) porque eram 250cc, mas por estranho que pareça os corruptos da fronteira não deixaram passar.

Ou seja, ela não faz carta verde e a aduana não deixa passar por não ter a carta verde.
Imagem
Hoje Falcon 2007
rkmatsu
Mensagens: 20
Registrado em: 28 Nov 2008, 11:46
Contato:

03 Jun 2009, 08:56

Olá Mickimba. Desculpe a intromissão e preocupação, mas êta assunto difícil, esse da carta verde. Pelo que entendi da matéria, o seguro carta verde somente é emitido para veículos, não enquadrando motos de nenhuma espécie!!!???. Então, por aqui não se emite e por lá se cobra.... Você que já tem experiência em viagens internacionais de moto, quais são os verdadeiros riscos que corremos, legalmente falando, além do que temos por aqui que são os assaltos?
Renato = RKMATSU
Mickimba
Mensagens: 3228
Registrado em: 25 Jul 2008, 02:49
Localização: Sapiranga
Contato:

03 Jun 2009, 21:01

rkmatsu escreveu:Olá Mickimba. Desculpe a intromissão e preocupação, mas êta assunto difícil, esse da carta verde. Pelo que entendi da matéria, o seguro carta verde somente é emitido para veículos, não enquadrando motos de nenhuma espécie!!!???. Então, por aqui não se emite e por lá se cobra.... Você que já tem experiência em viagens internacionais de moto, quais são os verdadeiros riscos que corremos, legalmente falando, além do que temos por aqui que são os assaltos?
Renato = RKMATSU
Velinho... É o seguinte:

Se você tentar fazer a Carta Verde para qualquer tipo de moto no Branco do Brasil ou no HSBC, eles vão te dizer que não fazem para motos... 99% dos corretores de seguros irão te falar a mesma coisa, e alguns até virão com uma explicação fajuta e mentirosa dizendo que não existe o tal seguro para motos.. Só que para rodar nos países do Mercosul, o cidadão estrangeiro precisa obrigatoriamente da Carta Verde..

Mas nas regiões de fronteira do Brasil, por incrível que pareça, fazem o tal Seguro para motos....

Em Chuí encontramos um "Posto Carta Verde 24h", ali faziam.. Só que faziam apenas para motos acima de 500cc... Ou seja, nem uma Falcon conseguiria fazer..

Segundo informação do filho do dono do hotel que ficamos, o Bradesco de Santa Vitória do Palmar (região de fronteira) faz a Carta Verde para qualquer tipo de moto... Só que o banco funciona só em dia de semana... Se você chega em um sábado, se f#deu...

Outra saída, é entrar de forma clandestina, como nós fizemos ao entrar pela Barra do Chuí, e fazer a Carta Verde já dentro do outro país... Li relatos de motociclistas que fizeram isso...

O único problema de você rodar sem a Carta Verde em um país do Mercosul é você se envolver em um acidente... O Seguro Carta Verde é justamente para isso... Por exemplo: Caso você atropele um Argentino desgraçado lá na Argentina, o Seguro Carta Verde cobre as despesas... Se você não tiver a Carta Verde, você vai preso e sua moto vai pro guincho, é simples assim... hahaha..

Já li relatos também de pessoas que tiveram seus carros recolhidos por não portarem a Carta Verde... Pra não ter incomodação, é melhor fazer essa naba...

Agora, porque é tão difícil fazer a Carta Verde para motos no Brasil, ninguém sabe responder... :roll:
"Errar é humano. Colocar a culpa em alguém é estratégico."
rkmatsu
Mensagens: 20
Registrado em: 28 Nov 2008, 11:46
Contato:

04 Jun 2009, 08:45

Valeu Mickimba. Só que atropelar um argentino seria uma boa causa...rsrsrsr. Estamos na parte bagunçada do continente. Muitos anos atrás, estava planejando um passeio de carro pela Argentina, e fui recomendado (vejam só) por um argentino a tomar cuidado porque a polícia de lá cobra pedágio... Desisti. Vc sentiu esse peso por lá?
Renato = RKMATSU
Andressa Gasparelli
Mensagens: 71
Registrado em: 05 Mai 2009, 11:57
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

04 Jun 2009, 11:51

pelo que entendi então, é possível fazer esta 'jossa' na fronteira ou já dentro de qualquer país do mercosul, certo?

Se sim, é só ir num banco ou tem lugar específico para isso no País, que não seja o Brasil?

Obrigada, mas sou marinheira de 'prima', e to perdidaça agora com esse babado da 'carta verde'.

:shock:
Motociclista é a... Eu sou MOTOQUEIRA com muito orgulho!
Mickimba
Mensagens: 3228
Registrado em: 25 Jul 2008, 02:49
Localização: Sapiranga
Contato:

04 Jun 2009, 22:01

rkmatsu escreveu:Vc sentiu esse peso por lá?
Cara, nós não fomos para a Argentina... Fomos para o Uruguai... Lá é tranquilo, mas todos dizem que a Polícia Argentina é corrupta... Inclusive os Argentinos...

Já vi muitos relatos de pessoas que sofreram com isso por lá.. O negócio é sério mesmo...
"Errar é humano. Colocar a culpa em alguém é estratégico."
Mickimba
Mensagens: 3228
Registrado em: 25 Jul 2008, 02:49
Localização: Sapiranga
Contato:

04 Jun 2009, 22:02

Andressa Gasparelli escreveu:pelo que entendi então, é possível fazer esta 'jossa' na fronteira ou já dentro de qualquer país do mercosul, certo?
Não sei como é para fazer dentro de outro País do Mercosul... Mas nas regiões de fronteira, consegue-se fazer Carta Verde para motos... É só se informar onde fazer...
"Errar é humano. Colocar a culpa em alguém é estratégico."
Andressa Gasparelli
Mensagens: 71
Registrado em: 05 Mai 2009, 11:57
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

20 Jul 2009, 13:00

Bem,

considerando que há poucas coisas e dicas sobre viagens internacionais de motocicleta, resolvi, como eu estou vivendo essa realidade, passar algumas dicas de como se portar e proceder em suas jornadas.

O básico como ferramental, bagagem e estas coisas vou 'pular' pois é óbivo que todos sabem o que precisam e 'devem' levar em trechos de longa distância.

Em primeiro lugar, esteja sempre 'esperto' e ligado em tudo. Não faltam oportunistas e 'malandros' querendo se dar bem em cima de viajantes;

Quando for parar para descansar, em hotéis ou pousadas, dispense os de beira de estrada. Opte, sempre por aqueles em perímetro urbano, nem que seja uma transversal, cerca de 50 mts da pista. Esta distância mínima lhe garantirá uma diferença de preço de, no mínimo, 30% no pernoite;

Sempre abasteça com meio tanque, nunka deixe baixar mais que isso pois, aqui no Brasil, lhe garantirá uma certa segurança se por ventura você pegar uma gasolina de má qualidade e, também ajuda na economia pois com menos espaço vazio no tanque, menor será a evaporação natural do combustível;

Com alimentação, se você for um 'duro' como eu e, não tiver frescuras com tipos de comidas, você pode economizar bastante, pedindo pratos bem simples, oferecendo tipo, R$ 3,00 num prato de 'feijão e arroz' apenas, que, no final, acaba vindo com alguma carne, salada, etc... pois o proprietário do estabelecimento verá que você realmente está sem dinheiro;

Banhos podem ser tomados nas paradas de caminhões, normalmente os postos oferecem este tipo de apoio aos caminhoneiros, ou, dependendo da região onde estiver em córregos, açudes, rios e cachoeiras, sempre se lembrando em, não deixar nenhum tipo de lixo nesses locais. Consciência Ecológica e Cidadania, saum fundamentais;

Nunca pare ou permaneça mais que 2 dias em qualquer posto de caminhões, salvo aqueles que mantém segurança privada, etc, pois, você pode causar mal estar aos caminhoneiros que, muitas das vezes estão e transportaam mercadorias ilegais e você passa a ser uma 'ameaça', na cabeça deles, que podem achar que vc é algum tipo de agente, olheiro, X-9, P-2...

Também nunka, jamais, em hipótese alguma, tire fotos nesses locais. evite ao máximo isso e, se você tiver um notebook, ou coisa do tipo que lhe mantenha em contato com o mundo, não o faça neste local, procure uma Lan-House, ou, um outro lugar qualquer para logar pois poderão achar que vc está passando informações. Eu passei por isso esta semana aqui em Boa Vista, RR, no Posto Karakas, por ter ficado 4 dias ali, esperando meu pagamento do INSS.

Em cidades fronteiriças, procure o DETRAN e informe-se dos documentos necessários para cruzar a fronteira. Aqui em Boa Vista por exemplo, para se passar para a Venezuela é necessário se pedir uma Autorização de Trânsito, com validade de 90 dias, e o custo é de R$ 22,00.

Carteiras de Vacinação, da FUNASA ou SUS, não tem validade nas fronteiras. É necessário que se procure a FUNASA na cidade para se informar onde faz a troca pelo Modelo Internacional de Caderneta de Vacinação, no caso aqui de Boa Vista, no Aeroporto, no Posto da Anvisa. O custo é Ø.

Faça 5 cópias de cada documento: CNH, Documento do Veículo, (DPVAT), Passaporte, Carteira de Vacinação e Permissão de Trânsito no Exterior, pois, como na Venezuela, Carta Verde, há outros países em que os postos de fiscalização não possuem XEROX e, em todos, cópias destes documentos são necessárias para que se fiquem retidos no Posto.

Espero ter colaborado com o pessoal e, antes que perguntem sobre a Carta Verde, Seguro Obrigatório em Paíse do MercoSul, o melhor, eu acho, é fazê-lo dentro do país o qual se atravessa, por questão de cusstos e burocracias. Segundo li aqui na rede, há lugares que não gostam de fazer a Carta Verde para motos de baixa cilindrada.

Boa Viagem e Roda pra Frente, pessoall!!! :wink:
Motociclista é a... Eu sou MOTOQUEIRA com muito orgulho!
Glaucio Mano
Mensagens: 134
Registrado em: 03 Jul 2008, 13:19
Localização: Recife
Contato:

09 Ago 2009, 17:02

Salve Moçada,

Vou aproveitar o espaço para pedir dicas a vocês, e também dar uma...

Em 10/10 estou embarcando para Cuzco, Peru, para um curso intensivo de Espanhol, e aproveitar para conhecer Machu Picchu....
O custo dessa viagem, com o curso de 40h, todas as refeições inclusas e acomodação em casa de familia, ficou em US$ 680,00 para 17 dias, e eu ainda consegui uma casa com quarto de casal, onde vou ficar hospedado com a minha namorada.
Para quem tiver interesse, basta me mandar uma MP que eu passo os dados da escola e da agência de intercâmbio que está me atendendo.

Agora vamos à minha consulta...

Vocês conhecem alguma agência que alugue motos nestas localidades? Pretendo dar um estirão de Cuzco até Puno, no final de semana que estiver lá.
Glaucio "Mano" Frazão

Lobos do Asfalto Grupo de Motociclistas - Recife/PE
Avatar do usuário
conbneto
Mensagens: 37
Registrado em: 30 Set 2008, 11:40
Localização: Curitiba
Contato:

27 Set 2009, 21:21

Eu e meu pai (e mais alguém que quiser ir junto hehe) estamos programando uma viagem por quatro países da américa do sul, em dez/09 e jan/10.

Em resumo:
Saímos de Curitiba, dorme em Posadas (ARG), depois dorme em Pampa de los Guanacos (ARG), Salta (ARG), para vamos para San Pedro de Atacama(Chile), Taltal (chile), La Serena (chile), Santiago(chile), Mendoza (argentina), Cordoba (ARG) e então rumo à buenos aires(ARG), onde pegaremos aquele ferryboat (buquebus) até montevidéo(uruguai), depois para punta del este (uruguai, soh de passagem) e seguimos em Chuí-Rs, então por gramado(RS) e terminamos em curitiba.
Totalizando cerca de 7200 kms, em 20 dias, pouco mais de 350kms de média por dia, como pretendemos ficar (acordar e dormir denovo) 2 dias em santiago, buenos aires e montevideu, a media da viagem quando estiver viajando fica pouco acima de 550kms/dia, descontados os dias parados.

Ainda haverão algumas mudanças, acho eu. Hehehe
Alguma dica? hehehe :D

Abaixo o pequeno link do roteiro no bingmmaps

http://www.bing.com/maps/default.aspx?v ... &encType=1
TODA PESSOA LIVRE E INTELIGENTE TEM UMA PAIXÃO, SOU LIVRE E INTELIGENTE LOGO... TENHO UMA MOTO
Responder