GR250T3: Diário da decisão de compra

Motos: Garinni GR 250 T3 e Garinni GR 150C

Moderadores: Moderadores, Administradores, Colaboradores Garinni

Responder
tom
Mensagens: 116
Registrado em: 16 Jan 2009, 19:43
Contato:

27 Fev 2010, 22:43

Olá a todos.

Estou agora em casa, muito feliz por ter corrido tudo bem na minha primeira viagem, pois fui buscar minha GR250T3 em Bauru/SP. Foram mais de 300 km rodados de muita alegria.

Bom pessoal, depois de um ano de paquera finalmente estou com a minha. Quero agradecer especialmente ao svdneto que com sua dica me proporcionou duas coisas: um excelente desconto na loja onde a comprei e a oportunidade de estrear minha moto numa viagem muito gostosa.

Quanto às primeiras impressões, ainda estou naquele momento de... tipo... euforia mesmo!! Acho que ia chover no molhado repetindo os mesmos elogios que outros colegas aí já postaram. Mas conforme o dia a dia for passando, se tiver algo relevante a comentar vou postando aí.

Valeu, turma!!
svdneto
Mensagens: 139
Registrado em: 06 Mar 2009, 16:57
Localização: Bauru

02 Mar 2010, 11:27

Tom seu tratante... fiquei esperando vc ligar pra gente tomar uma gelada kkkkkk

Cara q bom q deu tudo certo, vai postando suas impressoes da motoca pra gente... abraços e muitos km de felicidade... se precisar só dar um toque. :lol:
tom
Mensagens: 116
Registrado em: 16 Jan 2009, 19:43
Contato:

02 Mar 2010, 14:22

Foi mal, Neto... cheguei em Bauru já umas 20:30 e quando me toquei vi que não tinha anotado o seu telefone... tinha ficado no email... rsrsr... Por conta dessa fico te devendo DUAS geladas, ok?

Bom... durante a viagem, lá pelos 80 km rodados parei pra uma foto e vi uma marca de algo escorrendo. Primeiro assustou, mas logo vi que não era óleo. Toquei em frente.

No dia seguinte, em casa, vi que era um pequeno vazamento de gasolina por trás da tampa do filtro de ar. A braçadeirinha que prende a mangueira na ponta do caninho parecia estar com pouca pressão. Mudei-a um pouco de lugar e reapertei parece ter ficado bom. Mas na primeira revisão vou pedir pra ver, porque fiquei com a impressão de que o diâmetro interno da mangueirinha é demais pro caninho onde ela encaixa.

Hoje reparei uma outra coisa... um led no painel acendendo logo que a moto foi ligada. Enquanto a moto aquecia, ao acelerar esse led brilha mais forte. Dei uma volta pra levar a esposa no trampo perto de casa e me parece que a luzinha apagou. Esse led até já tinha me chamado a atenção pela descrição dele no manual, que diz que é o indicador de celular(?????). Com certeza é erro no manual, porque ninguém nunca falou desse "acessório" nessa moto. Vou mandar email pra loja ou pra fábrica perguntando, mas se alguém já quiser deixar registrado aí qual a função verdadeira desse carinha... No painel ele fica logo depois da lâmpada do neutro, parece transparente mas o brilho dele é vermelho. Pressão de óleo?? Carga de bateria???
Paludo
Mensagens: 4322
Registrado em: 25 Mai 2009, 22:21
Localização: Avaré
Contato:

02 Mar 2010, 20:36

tom escreveu:Foi mal, Neto... cheguei em Bauru já umas 20:30 e quando me toquei vi que não tinha anotado o seu telefone... tinha ficado no email... rsrsr... Por conta dessa fico te devendo DUAS geladas, ok?

Bom... durante a viagem, lá pelos 80 km rodados parei pra uma foto e vi uma marca de algo escorrendo. Primeiro assustou, mas logo vi que não era óleo. Toquei em frente.

No dia seguinte, em casa, vi que era um pequeno vazamento de gasolina por trás da tampa do filtro de ar. A braçadeirinha que prende a mangueira na ponta do caninho parecia estar com pouca pressão. Mudei-a um pouco de lugar e reapertei parece ter ficado bom. Mas na primeira revisão vou pedir pra ver, porque fiquei com a impressão de que o diâmetro interno da mangueirinha é demais pro caninho onde ela encaixa.

Hoje reparei uma outra coisa... um led no painel acendendo logo que a moto foi ligada. Enquanto a moto aquecia, ao acelerar esse led brilha mais forte. Dei uma volta pra levar a esposa no trampo perto de casa e me parece que a luzinha apagou. Esse led até já tinha me chamado a atenção pela descrição dele no manual, que diz que é o indicador de celular(?????). Com certeza é erro no manual, porque ninguém nunca falou desse "acessório" nessa moto. Vou mandar email pra loja ou pra fábrica perguntando, mas se alguém já quiser deixar registrado aí qual a função verdadeira desse carinha... No painel ele fica logo depois da lâmpada do neutro, parece transparente mas o brilho dele é vermelho. Pressão de óleo?? Carga de bateria???
Tom este led é assim mesmo, ele é o led do alarme, sempre que vc ligar o alarme ele fica piscando.

A minha tb apresentou este fazamento mas era uma sujerinha que travou a agulha do carburador e a gazolina vazou pelo respiro.

Qualquer duvida poste aqui que a gente tenta té ajudar.

Abraçosss...
Só há uma coisa melhor do que ver o nascer do sol sobre o guidão de uma moto.
Paludo
Mensagens: 4322
Registrado em: 25 Mai 2009, 22:21
Localização: Avaré
Contato:

02 Mar 2010, 20:45

Pessoal hj recebi uma MP me solicitando alguns esclarecimentos a respeito da moto, e aqui esta o que eu respondi.

Não sei nada a respeito dessa restrição no carburador, pois acompanhei toda a revisão, e com todos os com quem falei isso não existe.

Mas depois dos 3.000 ela esta bem mais macia e parou de cortar em alta rotação, nunca tive problema com ela sofrer por causa da velocidade dela, que é no maximo de 120 km/h no GPS. o que dá no velocimetro uns 130 km/h.

Não troquei a relação ainda, mas o pinhão é o da CB 450, só tive que cortar dos gomos da corrente.

Somente hoje consegui parar ela para fazer a revisão dos 12.000 km, ela já está com 13.000 km.

E com certeza só trocaria ela hj por uma acima de 1.000 cc e olha ainda seria muito bem escolhida.

Os unicos problemas apresentados por ela são por culpa minha.

Abraçosss...
Só há uma coisa melhor do que ver o nascer do sol sobre o guidão de uma moto.
tom
Mensagens: 116
Registrado em: 16 Jan 2009, 19:43
Contato:

02 Mar 2010, 22:13

Paludo escreveu:Tom este led é assim mesmo, ele é o led do alarme, sempre que vc ligar o alarme ele fica piscando.

A minha tb apresentou este fazamento mas era uma sujerinha que travou a agulha do carburador e a gazolina vazou pelo respiro.

Qualquer duvida poste aqui que a gente tenta té ajudar.

Abraçosss...
Salve, Paludo...
Agora que você falou em alarme me toquei que meio sem querer acho que apertei mesmo o botão do alarme num desses dias...
Nessa volta pequena de hoje não vazou mais. Vou ficar de olho se andando mais, talvez com vibração, se a ponta da mangueirinha afrouxa e volta a acontecer. Valeu pelas dicas aí!!

Agora, cara... esses "cortes" em alta, como acontece isso? A moto morre de vez, como é? Não é perigoso? Fico imaginando isso no momento de uma ultrapassagem, ou subindo uma ladeira... Desculpa a inocência da pergunta, mas eu sou bem novato mesmo... rsrsrs
Paludo
Mensagens: 4322
Registrado em: 25 Mai 2009, 22:21
Localização: Avaré
Contato:

02 Mar 2010, 22:40

[/quote]Salve, Paludo...
Agora que você falou em alarme me toquei que meio sem querer acho que apertei mesmo o botão do alarme num desses dias...
Nessa volta pequena de hoje não vazou mais. Vou ficar de olho se andando mais, talvez com vibração, se a ponta da mangueirinha afrouxa e volta a acontecer. Valeu pelas dicas aí!!

Agora, cara... esses "cortes" em alta, como acontece isso? A moto morre de vez, como é? Não é perigoso? Fico imaginando isso no momento de uma ultrapassagem, ou subindo uma ladeira... Desculpa a inocência da pergunta, mas eu sou bem novato mesmo... rsrsrs[/quote]

Realmete é perigoso, mas vc não percebeu ela cortando quando deu alguma esticadinha, ou resistiu a isso na viagem para casa com ela.

Ela dava umas cortadas em alta rotação, para resolver isso é só diminuir a aceleração dela e voltar a acelerar devagar que volta ao normal.
Abraçosss...
Só há uma coisa melhor do que ver o nascer do sol sobre o guidão de uma moto.
tom
Mensagens: 116
Registrado em: 16 Jan 2009, 19:43
Contato:

03 Mar 2010, 08:37

cara, não percebi porque vinha devagar mesmo... acho que em nenhum momento passei de 80 km/h... vinha amaciando mais a mim do que a ela... rsrsrs
Avatar do usuário
andersongontijo
Mensagens: 44
Registrado em: 03 Nov 2008, 18:15
Localização: Goiânia
Contato:

03 Mar 2010, 22:47

Como todos sabem sou concessionário Garinni em Goiânia, desde a época em que era Garini com apenas um "N". Mas posso lhes falar algumas coisas sobre a fábrica e sobre as motos.

Como todos sabem as peças da Garinni são forncedidas por 4 grandes fabricantes chineses e mais uns 30 fabricantes no Brasil. Quando se começa a montar uma moto no Brasil, voce tem um prazo de 5 anos para nacionalizar a moto. Isso serve para todas as marcas, então temos: 100% importada no primeiro ano, 75% importada no segundo ano; 50% importada no terceiro ano, e 25% importada no quarto ano, e nos anos seguintes até 10% de componentes importados.
Se pensar que a primeira garinni foi 2006, mas só foi comercializada em 2007. Veio a itapemirim que comprou a parte do Aragão e ficou com a fabrica só pra ela.

As motos da garinni são ruins? Não são.
E o que acontece com as motos e com a rede de concessionárias. A fabrica não responde nem a um e-mail sequer. Em 17/01 encaminhamos uma notificação de desistencia de representação da marca em nossa cidade. Mudamos nosso endereço de uma loja de 628m2 para uma de 240m2. Saimos da avenida anhanguera em frente a Praça A, que é um dos centros de distribuição de onibus da cidade e fomos para um outra avenida mais próximo ao Shopping Flamboyant no sentido de elitizar novamente a nossa loja, que anteriormente era uma boutique de grifes voltadas para motociclistas e depois foi concessionária de motos e agora em 16/05/2010 voltaremos a ser uma loja de grife e de preparação e pinturas especiais.

Não quero mais saber de vender motos, porque não aceitaria de forma alguma um cliente como nosso amigo Lee Riders, que tem até um blog da moto, e que estava hyper satisfeito com a moto até algum tempo atras e agora está magoado com a moto.

Sabe o que aconteceu? Te respondo, a rede de concessionárias não vendem as motos, porque não há uma politica de financiamento condizente com a moto. Somos tratados como MVK/Shineray e essas outras coisas que tem ai. Logo não vendemos o suficiente para que possamos manter um bom quadro de mecanicos e peças em disponibilidade para o cliente.

Os problemas mencionados pelo lee Riders são corriqueiros e que são sanados na concessionaria no ato da revisao de 1000 ou de 3000 kms. Ocorre que a garinni nao reconhece esse serviço como padrão e nao paga esses negócios para a concessionaria. Logo eles não fazem mais os reparos necessários.

Quando tenho uma moto nova, não as vendo pelo mesmo valor que as outras concessionárias, as vendo mais caro, sabem porque? Lhes digo: Troco todas as peças de baixa qualidade da moto por outras e não temos problemas com os clientes.

Trocamos, os chicotes por outros mais robustos, para evitar que ao virar a moto dê mal contato, troco a bateria por 10A, o controle remoto e o alarme, abro o escapamento para liberar o interior e refechamos para que não azule na parte traseira inferior, desmontamos a frente e substituimos os rolamentos e a caixa de direçao pela da Virago, trocamos as lampadas dos farois, dos farois auxiliares, colocamos reles auxiliar para a partida e farois, retiramos o ABS, que deixa o freio borrachudo, trocamos o flexivel do freio dianteiro e traseiro por aeroquip e por ai vai. Sabe porque? Lhes digo, a moto sai campeã.

Todos os problemas que o lee riders teve, já tivemos aqui no começo, e decidi corrigir todos os problemas antes de entregar a moto ao cliente.
Só que a fabrica nao reconhece isso como sendo necessário e sim como alterações das caracteristicas originais. Mas o original precisa de aprimoramentos, o que fazer? Corrigir isso tudo e cobrar do cliente?
Ficamos sempre em duvidas do que fazer.

As vendas nao decolam porque nos compramos uma GR 150ST por 4755,00 a vista e eles anunciam no programa do silvio santos por 5000,00 a moto. Quem é que quer vender a moto por 5000 sendo que os impostos federais sobre faturamento dão 9,65% e isso dá 450,00 + 4755 de custo vai para 5200.00?????

A nossa GR 125Z é a mesma Dafra Zig e a mesma Yamaha Crypton, fabricandas pela Jianshe-Yamaha da China.
A nossa custa 4022,00 de custo + frete e a dafra vende a zig a 3600,00 para o consumidor. a Yamaha vende a crypton por 4200.00 ao consumidor. Voces estão entendendo? A GR 250 não pode ser vendida a 13500,00 conforme anunciado, nem a 13090,00 pois como expliquei os impostos somam 9,65% isso dá prejuizo ao revendedor. Por isso a rede nao cresce, e tinhamos 70 concessionarios em 2006 e temos 18 em 2010.

Quando teve o comparativo com as revendas MVK, ou qualquer outra marca, vejo que a marca só vai pra frente quando tem a marca como representante e nao um representante para a marca. Quando começou a fechar as garinnis comprei todas as peças das concessionarias que fecharam, estoque de motos, e tudo, pra que? pensava que a marca iria realmente deslanchar. Mas não vai, infelizmente para nos que investimos quase 2 milhoes de reais na marca e para os clientes que compraram as motos. A moto vai desvalorizar? Não, nao vai. sabe porque? a moto é boa, um bom mecanico corrige todos os inconvenientes da moto num tapa.

Vejam o exemplo da Suzuki. é a mesma coisa da garinni no meio tem a J toledo e a garinni tem a itapemirim.

A suzuki tem ótimos produtos, está no brasil desde a katana em 1990 e nada, a dafra que é uma porcaria e entrou esses dias no mercado, já vai desbancar a suzuki até abril/2010.

Em 2006 vendíamos 1800 motos por mes, hoje vendemos 4000 motos por ano. vejam isso.

Vi alguns comentários sobre a vento e a garinni, não existe uma sequer diferença entre elas. porque o problema de fios finos e quebradiços vem do fornecedor. E nao faz parte dos planos deles trocar os fios pelo FICAP/SIEMENS ou pelo PIRELLI, porque são caros e iria aumentar os custos e diminuir os lucros.

Agora a Roncar será a fornecedora do escape, perguntei a eles se iria diminuir o comprimento do escape em 5 cm para parar de pegar nas curvas a direita. a resposta foi não, vamos fazer identico. Se quisezem mesmo evoluir a moto, corrigiriam esses problemas todos. E o que disseram ao lee riders que nos modelos 2010 corrigiriam, nao será corrigido.
Gastar com midia custa muito caro e eles nao vao gastar. Eu gastei 250.000 em 2006/ 200.000 em 2007/ 100.000 em 2008 e 40.000 em 2009. Em 2010, será 0,00.
Alguem colocou que era um cara que queria ter uma fabrica de motos, é mais ou menos por ai mesmo.
Infelizmente investi 4 lotes, 2 apartamentos, 3 carros do ano e 2 motos grandes nesse negocio e mais 1.012.000 em dinheiro e mais 500.000 de 2 sócios. Pra nada. Perdemos 80% insistindo e acreditando.
Trabalharemos e recuperaremos nosso capital, mas infelizmente.

Abraços a todos
Anderson Gontijo
Café Racer Moto Sport Ltda
cros
Moderador
Mensagens: 10384
Registrado em: 15 Nov 2007, 23:55
Localização: Porto Alegre
Contato:

03 Mar 2010, 23:02

andersongontijo escreveu:Como todos sabem sou concessionário Garinni em Goiânia, desde a época em que era Garini com apenas um "N". Mas posso lhes falar algumas coisas sobre a fábrica e sobre as motos.

Infelizmente investi 4 lotes, 2 apartamentos, 3 carros do ano e 2 motos grandes nesse negocio e mais 1.012.000 em dinheiro e mais 500.000 de 2 sócios. Pra nada. Perdemos 80% insistindo e acreditando.
Trabalharemos e recuperaremos nosso capital, mas infelizmente.
Abraços a todos
É mais ou menos por ai, eu já tinha uma idéia da dificuldade em trabalhar sério nesse pais, aqui, desde o descobrimento não mudou muita coisa, continuamos sendo explorados, mas agora de forma mais moderna, com meandros na legislação que só ajuda a elite.

As vezes é melhor deixar o dinheiro na especulação financeira do que arriscar abrir um negócio qualquer, a carga tributária é um monstro, sem falar nas leis trabalhistas, tudo isso ajuda a encarecer o trabalho.

Esse boom de motos asiaticas que veio pra cá quebrou a hegemonia das japonesas e veio junto com os produtos descartaveis como celular, mp3, eletro domesticos e já caminha para os autmoveis.

Mesmo a Garinni sendo uma cópia da Virago ainda fica dificil acreditar que tenha futuro, mas tem a vantagem de ser uma custom e poder ser modificada e melhorada pelo proprietario, esse, que ainda não aprendeu as artimanhas do nvo mercado de consumo.
Imagem
Hoje Falcon 2007
Responder