Horizon 150: Dicas, problemas e soluções

Motos: Dafra Kansas 150, Dafra Kansas 250, Dafra Horizon 250

Moderadores: Moderadores, Administradores, Colaboradores Dafra

Marcos59+
Mensagens: 13
Registrado em: 01 Jul 2016, 21:05
Localização: São José dos Campos

03 Jul 2016, 23:15

Olá.
Estou abrindo este tópico na tentativa de congregar pessoas que tenham interesse em compartilhar sua experiência com a Horizon 150, falando, como o título do tópico diz, sobre problemas enfrentados, soluções encontradas e dicas que possam ser úteis. Tenho procurado algo assim na net, mas só achei posts isolados no face ou no youtube, a maioria fazendo apresentações da moto, e não um lugar que tenha vingado como um verdadeiro fórum com informações mais utilizáveis, práticas e oriundas do dia a dia. Somos poucos proprietários (informação de uma vendedora de uma concessionária de SP: no primeiro lote vieram 60 conjuntos para serem montados e no segundo, que está sendo vendido agora, 40) e penso que qualquer info pode ajudar. Vamos lá...
Para info geral sobre a moto vale uma olhada no site http://www.chinamotorworld.com/index.ph ... ew&id=2227 Está em inglês e é divulgação, mas tem bastante informação.
Estou com a minha desde abril. Não havia nas concessionárias – o 1º lote tinha sido todo vendido e estavam vendendo o 2º “por encomenda” e com prazo de entrega duvidoso – então comprei uma já com 1400 km. Agora estou chegando aos 3800. Olha ela aí logo que peguei:
<a href="http://pt-br.tinypic.com?ref=2is6p74" target="_blank"><img src="http://i66.tinypic.com/2is6p74.jpg" border="0" alt="Image and video hosting by TinyPic"></a>
Veio com um barulho que me incomodou por quase um mês. Foi difícil identificar a origem, mas muito fácil de resolver: era um estalo metálico que ocorria quando eu utilizava o freio traseiro com um pouco mais de força e vinha de uma folga que havia na ligação do quadro com a haste que segura o espelho do freio traseiro, que estava com o parafuso frouxo – foi só apertar.
Assim que peguei mandei lavar e fiquei 3 dias sem ela – não pegava. Descobriu-se que havia entrado água no motor de arranque, causando problemas nas escovas, que foram trocadas. Ao fechar o motorzinho foi colocado um vedante na rosca da tampa para que não volte a acontecer.
Do lado conforto, uma coisa simples que me incomodava era não ter um porta-trecos (antes eu andava de scooter). Como acho alforjes uma solução exagerada para meu uso, adaptei um porta-ferramentas na traseira, onde levo uma daquelas mochilas para trilha (de nylon, que embalada fica bem pequena) para o caso de ter que transportar algo grande, sobrando ainda um espaço para alguns trecos pequenos. Ficou assim:
<a href="http://pt-br.tinypic.com?ref=2e242z5" target="_blank"><img src="http://i63.tinypic.com/2e242z5.jpg" border="0" alt="Image and video hosting by TinyPic"></a>

<a href="http://pt-br.tinypic.com?ref=1tpmrk" target="_blank"><img src="http://i65.tinypic.com/1tpmrk.jpg" border="0" alt="Image and video hosting by TinyPic"></a>

<a href="http://pt-br.tinypic.com?ref=16ixeyx" target="_blank"><img src="http://i65.tinypic.com/16ixeyx.jpg" border="0" alt="Image and video hosting by TinyPic"></a>

Também do lado conforto, me incomodava e, dependendo do tempo que rodava provocava até dores nas costas, a troca de marchas. Calço 42 e mesmo assim o pedalzinho do câmbio fica muito longe da pedaleira, me obrigando a tirar o pé dela para chutar para cima ou pisar nele, num movimento incômodo e não natural, ou então ficar só com a pontinha do calcanhar apoiado na pedaleira, o que é inseguro. Fui analisando, tentando, e cheguei a uma solução – vai em forma de fotonovela:
A nossa pedaleira fica muito distante do pedalzinho
<a href="http://pt-br.tinypic.com?ref=2qizcye" target="_blank"><img src="http://i66.tinypic.com/2qizcye.jpg" border="0" alt="Image and video hosting by TinyPic"></a>
Após muitas googladas, percebi que tanto a original RA1 (Zongshen) quanto as vendidas na Inglaterra (Lexmoto Michigan) e Polônia (Junak M12), que são 125cc mas tem o mesmo “corpo”, saem de fábrica com plataformas, e não pedaleiras. Ou seja, parece que a Dona Dafra fez uma economia sem pensar na ergonomia.
<a href="http://pt-br.tinypic.com?ref=245kq60" target="_blank"><img src="http://i67.tinypic.com/245kq60.jpg" border="0" alt="Image and video hosting by TinyPic"></a>
Numa solução de emergência, improvisei um outro pedalzinho, mais próximo da pedaleira, mas não deu certo – a troca de marchas ficou dura e imprecisa.
<a href="http://pt-br.tinypic.com?ref=tafuab" target="_blank"><img src="http://i65.tinypic.com/tafuab.jpg" border="0" alt="Image and video hosting by TinyPic"></a>

Se o pedalzinho não vem, a pedaleira tem que ir – desmontei a dita cuja e vi a oportunidade na plataforma que fica quando retiradas as borrachas
<a href="http://pt-br.tinypic.com?ref=2akfi1e" target="_blank"><img src="http://i66.tinypic.com/2akfi1e.jpg" border="0" alt="Image and video hosting by TinyPic"></a>

Uma placa de metal encaixada na plataforma e aparafusada nos furos originais onde a borracha é presa e realocação da borracha para a ponta da placa, que foi cortada com o mesmo formato da plataforma e voilá – temos um “extended footpeg Tabajara”, ou uma pedaleira estendida.
<a href="http://pt-br.tinypic.com?ref=dfaykn" target="_blank"><img src="http://i64.tinypic.com/dfaykn.jpg" border="0" alt="Image and video hosting by TinyPic"></a>

A foto do lado do freio mostra melhor a arrumação. Falta um acabamento (pintura em preto ou cromar ou envelopar ou emborrachar e parafusos adequados) - o amarelo limonada da foto é a proteção do material que usei (alumínio, que por sorte tinha à mão na hora).
<a href="http://pt-br.tinypic.com?ref=2us7dxt" target="_blank"><img src="http://i66.tinypic.com/2us7dxt.jpg" border="0" alt="Image and video hosting by TinyPic"></a>

É preciso ter cuidado com a segurança, usando uma placa espessa o bastante para ser bem rígida, parafusos de qualidade (aço) e porcas autotravantes (talvez isso seja exagero, mas prefiro garantir).
Ainda rodei pouco com ela, mas a diferença é gritante – firmeza, conforto e as marchas entram muito mais suavemente, pois o movimento não é forçado como no caso do 2º pedalzinho. Fim da fotonovela.
No momento tenho duas coisas em observação:
- o farol baixo queimou (muito pouco tempo para acontecer). A lâmpada foi trocada, mas a causa pode ser algum problema no sistema elétrico – se queimar de novo em pouco tempo vamos atrás da Dona Dafra;
- com o frio demora mais para segurar a marcha lenta sem morrer, o que é natural, mas no meu caso acho que demora muito. Talvez seja necessário regular o carburador – a verificar.
É isso – no mais, moto estilosa, muito gostosa de andar e econômica (até agora ficou sempre entre 39 e 40 km/l).
Abraço.
Marcos59+
Mensagens: 13
Registrado em: 01 Jul 2016, 21:05
Localização: São José dos Campos

04 Jul 2016, 18:02

Eu de novo - pedaleira estendida sem o amarelo-limonada...

<a href="http://pt-br.tinypic.com?ref=2qin31l" target="_blank"><img src="http://i64.tinypic.com/2qin31l.jpg" border="0" alt="Image and video hosting by TinyPic"></a>
David Sanches
Mensagens: 20
Registrado em: 05 Out 2015, 23:48
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

04 Jul 2016, 19:38

ficou bem legal, Marcos !
vou fazer um desses na minha...
Marcos59+
Mensagens: 13
Registrado em: 01 Jul 2016, 21:05
Localização: São José dos Campos

06 Jul 2016, 21:08

David Sanches escreveu:ficou bem legal, Marcos !
vou fazer um desses na minha...

David, depois de uma semana rodando posso recomendar sem dúvida nenhuma - dá muito mais firmeza no apoio e a troca de marchas fica muito, mas muito mesmo, mais tranquila, sem esforço e com movimentos naturais. Experimenta que vale a pena. Até.
FIlIPy65
Mensagens: 208
Registrado em: 15 Set 2012, 18:42
Localização: João Pessoa

07 Jul 2016, 19:16

Motinha muito simpática.

A adaptação ficou show! Bem bolado.
Fellipe
Mensagens: 1
Registrado em: 12 Jul 2016, 15:02
Localização: Guarulhos

12 Jul 2016, 16:04

Olá,amigos... Como vão?
Estou estreando aqui também, decidi me registrar pra me juntar aos donos de Horizon 150 pra gente se ajudar!

Estou com a minha desde dezembro/2015, o que provavelmente seja 1º lote, e estou chegando nos 6.000km. E a minha primeira moto, sempre quis custom, e achei o mais prudente pegar uma nova, com garantia e peças de reposição fáceis antes de me aventurar numa maior.

Quero compartilhar minha experiência e já me aproveitar da que vocês já tão passando.

Estou gostando muito dela (as vezes ela força a amizade, mas vamo lá). A posição de pilotagem é ótima pra cidade, e quando eu colocar um protetor de motor com pedaleira vai ficar perfeita na estrada também (não espero aparecerem kits de comando avançado prontos tão cedo... e sou cagão pra customizar eu mesmo). O consumo da minha tá na casa dos 32 a 35km/l. Abaixo do que já vi gente falando de 35 a 39km/l, mas acima do anunciado de 30km/l. O motor é o esperado de 150cc, nada demais. As vezes um pouco mais faz falta, mas aí eh caso de trocar de moto, não criticar a moto.
A concessionária as vezes tenta levar um em cima da gente. As vezes dá pra evitar, outras não. Essa da lampada mesmo, 30 reais uma lampada que achei por 18 a 5 minutos de moto de distancia.

Agora queria então perguntar sore alguns problemas que tive: Marcos59+, esse arulho no freio traseiro que te incomodava, tinha um tranco físico no pedal também? Ou seja, quando você colocava força no pedal, além do barulho, você também sentia o freio travar com tudo? Na minha isso acontece, na revisão de 3.000km a concessionária disse que repassou todo o sistema de freio... mas continuou acontecendo. A lampada que você diz que queima... já estou na terceira. Eh dar partida de luz acesa duas ou três vezes que já era. Além disso, o contato das lampadas começa a dar mal contato, e começa a soltar. 1 vez por mês tenho que abrir o farol pra apertar.
Bem... placa. Se a sua não quebrou ainda, é questão de tempo se não tiver reforço.
Por duas vezes na chuva, ambas em rodovia, ela apagou. Água no cachimbo da vela. Eh torcer pra parar de chover, ter pano seco e soprar muito... e esperar secar. Pra quem tem a moral (não é meu caso), pingar gasolina e deixar explodir pra secar na hora.

Agora, meu drama: ela está vazando óleo. Eu levei na concessionária pra pedir pra darem uma olhada, mas como tava perto da revisão, me falaram pra deixar pra olhar na revisão em si, pra eu não ficar a pé por duas vezes. Eu na minha correria, concordei. Eh só não deixar faltar óleo. E assim eu vim fazendo. Porém, com 5.800... um cara sem muita consciência de transito ou de vida trocou de faixa do nada achando que tinha entrado em acesso errado, me fazendo pegar a traseira dele (comigo no meio da faixa, farol e buzinando) e nem sequer parou pra ver o que tinha acontecido. Resultado: fraturei o úmero do braço esquerdo, cirurgia pra colocar haste e 3 meses de molho.
A minha apreensão é: quebrei o plástico da seta, ralei o para-lama dianteiro no carro do cidadão e o afogador tá meio enroscado (acho que deslocou todo o comando do guidão esquerdo... coisa pouquíssima, mas que se nota ao mexer). E o manual da Dafra é claro: caso haja vestígio de acidente = perda da garantia. To até vendo esse vazamento ser um problemaço, e a Dafra não cobrir mais na garantia.

Bem... em breve eu venho contar o desfecho da história, mas se no ínterim eu tiver ajudado com alguma coisa e vocês puderem me ajudar nesses probleminhas que descrevi como freio, farol, etc.. agradeço muito!

Grande abraço!!!
brunofrbsilva
Mensagens: 37
Registrado em: 02 Dez 2015, 07:31
Localização: Ourinhos
Contato:

12 Jul 2016, 16:28

boa tarde amigo, as vezes compensa vc comprar estas peças em uma outra concessionária e trocar vc mesmo do que perder a garantia, já que é pouca coisa as vezes compensa.
Marcos59+
Mensagens: 13
Registrado em: 01 Jul 2016, 21:05
Localização: São José dos Campos

12 Jul 2016, 22:37

Oi Fellipe. Não lembro de sentir tranco no pedal, mas com certeza nunca aconteceu de travar - só dava o estalo de metal com metal. Foram 3 idas à CC para descobrir que era a tal haste, e até descobrir o mecânico mexeu em tudo. O problema é que a folga é na ligação haste/chassis, mas no sentido vertical. Verificando se tinha folga ele tentava mover a haste no sentido horizontal, e a folga não aparecia. Dá uma tentada, quem sabe... (e se não localizou a tal da haste, avisa que coloco uma foto aqui).

Quanto à lâmpada: queimou, troquei na CC (55 pilas!!), dois dias depois queimou de novo - voltei lá e foi trocada "na faixa" pq "tinham colocado uma xingling por engano". Então, como disse está em observação - se queimar de novo é algo no sistema elétrico, talvez regulador de tensão. Vamos ver. Contato soltando não ocorreu.

Quando estava procurando solução para o meu problema com a pedaleira achei no Mercado Livre este kit com alforje, afastador, sissy bar e protetor de motor com pedaleira. Não sei se é o q vc procura - http://produto.mercadolivre.com.br/MLB- ... otetor-_JM Vi também que já tem suporte para farol auxiliar.

O suporte da placa coloquei pq qdo estava procurando para comprar vi duas com a placa quebrada (fadiga causada pela vibração) - é essencial.

Quanto à questão da garantia, sigo a opinião do Bruno - ajeitaria por fora antes de levar para a revisão e verificação do vazamento, pois pode ser coisa mais grave.

Aproveito para pedir que comentem como é o comportamento da moto ao ligar quando fria ou "morna" - a minha se não estiver bem quente demora a segurar a lenta e tenho que ficar acelerando um tempão - um pé...

É isso por ora - melhoras Fellipe e abraço a todos.
Pablo Silva
Mensagens: 3
Registrado em: 12 Jul 2016, 10:12
Localização: Capão da Canoa

14 Jul 2016, 14:08

To me segurando pra não comprar uma H150....

Seria motoca da esposa e pra uma voltinha ou outra, mas tenho receio de ser uma bomba! Trocaria a BIZnaga 125 dela por uma H150 preta. Acho q vou esperar mais um pouco e acompanharei vcs aqui.


Obg pelo tópico
Marcos59+
Mensagens: 13
Registrado em: 01 Jul 2016, 21:05
Localização: São José dos Campos

17 Ago 2016, 17:15

Dando um up prá ver se aparecem mais interessados em trocar informações :D .
Responder