Vblade 250: Opiniões de proprietários

Moto: Sundown Vblade

Moderadores: Moderadores, Administradores, Colaboradores Sundown

Responder
Stanco
Mensagens: 1
Registrado em: 22 Set 2008, 00:41
Localização: São Paulo
Contato:

22 Set 2008, 01:00

olá pessoal, eu tenho uma V-Blade, realmente é dificil achar alguem que tenha uma, eu to gostando mto da minha, acho q ela causa um impacto mto grande qdo chega em algum lugar pelo fato dos detalhes cromados, pessoas q nao conhecem ja logo perguntam se é harley e ficam perguntando se é mto cara, a minha é 2006 e até agora num tive nenhum tipo de problema grave com ela, a nao ser de parafusos soltarem por vibração, andei numa mirage, realmente é mais forte, mas acho o conforto incomparavel, sem contar q eu dei uma modificada no escape da minha e ta com um ronco mto gostoso, eu nao tenho outro meio de transporte a nao ser ela, ela apresenta alguns problemas como embaçar o marcador de quilometragem, a lampada do farol apresentar mal contato, mas nada q nao seja resolvido, as mangueira utilizei as de fusca que sao bem melhores q as originais, qto a assistencia técnica, desisti de procurar peças pra ela, eu mesmo moldo minhas peças qdo preciso e tenho meu mecanico de confiança, é perda de tempo procurar a sundown eles nao se importam com o pós venda em moto de porte nenhum!!
o jeito é, qdo quebrar inventar e adaptar se nao quiser ficar dias, semanas, ou meses com ela encostada!!
por enquanto é só pessoal, obrigado!
Mickimba
Mensagens: 3228
Registrado em: 25 Jul 2008, 02:49
Localização: Sapiranga
Contato:

22 Set 2008, 11:00

Ae Stanco, só vamos cuidar pra não desvirtuar o tópico..

Mas Stanco, é isso mesmo, um bom motoqueiro é aquele que mete a mão na sua moto.. :P

Grande Abraço
"Errar é humano. Colocar a culpa em alguém é estratégico."
cowboy
Mensagens: 91
Registrado em: 31 Ago 2008, 18:05
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

14 Out 2008, 21:53

A minha é 2008 e a maioria dos problemas já foram solucionados. O quadro já é reforçado, o pneu já é sem câmara, a corrente não bete mais (trocaram a guia), velas resistivas que impedem a queima do CDI, etc...
Por outro lado, alguns probleminhas menores persistem, como o marcador de combustível impreciso, mangueiras de combustível de péssima qualidade, etc... Acredito (apesar dos problemas remanescentes) ser a moto de melhor custo benefício da categoria, além de ser uma bela moto. Muito conforto, e economia de combustível (35 Km/l a 70Km/h).
É uma moto muito estrangulada, devido a regulagem feita pela fábrica, p/ atender aos padrões atuais. Com algumas mudanças no carburador, escapamento e filtro, a moto ganha outro fôlego.
Estou muito feliz com ela, e pretendo ficar trocando por modelos mais novos, até sair a Vblade 400cc ou outro modelo mais pesado da marca.
gildalfer
Mensagens: 2384
Registrado em: 22 Jul 2008, 00:23
Localização: Osório
Contato:

15 Out 2008, 12:34

Alô Cowboy. Eu quase comprei uma VBlade em 2006. Me apaixonei, de cara. Mas como era uma moto nova no mercado, fui pesquisar. E achei o site dos VBladers. E vi o tópico "Problemas da Moto". E desisti. Porque quando eu compro uma moto eu não quero saber de corrente batendo, marcador que não marca, vazamento de tanque, mangueira que vasa, etc... Eu quero uma moto que não me incomode e me de satisfação. E se tiver algum problema, que seja imediatamente resolvido. Numa viagem eu quero ter certeza de sair e voltar. E não, ficar preocupado para ver se vai acontecer alguma coisa. E o problema maior da VBlade não é a moto em si. É a Sundown, como todos os VBladers sabem. E sabe, eu torço, sinceramente, que a Sundown resolva os problemas da VBlade definitivamente e possa se tornar uma moto de confiança. E fica uma dúvida: Será que a Black Rose (é esse o nome dela na Europa, não é?) também apresenta os mesmos problemas que tem aqui? Duvido. O Europeu não é brasileiro que aceita tudo. E as revistas especializadas de lá teriam caído de pau em cima dela. E ela sucumbiria. Pelo que tu falaste a Sundown já deu os primeiros passos para solucionar os problemas. Espero que solucione o resto.
Tio Giba
O encanto de viajar está na própria viagem (M.Quintana)
cowboy
Mensagens: 91
Registrado em: 31 Ago 2008, 18:05
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

15 Out 2008, 19:53

Éh Gilda, não sei te dizer como é na Europa, EUA e tantos outros lugares onde esta moto é vendida (e vende muito), mas aqui no Brasil me parece que não foi muito bem regionalizada. Talvez não tenhamos tanta exigência p/ a entrada de produtos de fora, não sei, mas o fato é que as primeiras Vblades deram o que falar, mas seus usuários trataram de realizar as adaptações pertinentes e orientar a SUNDOWN para que as unidades seguintes viessem melhores.
O fato é que ainda hoje, ela não é uma moto de "comprar e andar", pois ainda permanecem muitos pequenos problemas, mas se verificarmos veremos que (tirando o problema do freio trazeiro, que não sei qual solução foi dada, ou se há solução a ser dada), os demais problemas são verificáveis e corrigíveis com uma facilidade muito grande (o que talves a deixe ainda mais chateada, pois se são tão simples, porque a SUNDOWN não os resolveu?). Pois é, também não sei o porque, mas o fato é que pela estrutura (motor em V, quadro duplo fechado, porte, peso, etc...), preço e benefício, não deixaria de comprá-la por estes itens que ainda não foram corrigidos. (isto é uma opinião extremamente pessoal)
Muitas motos nem possuem o marcador de combustível; o caximbo eu troquei na primeira semana e seu custo não paga nem um almoço decente; as mangueiras eu fiz questão de colocar de cilicone com abraçadeiras de inox; o farol eu vou colocar um modelo "Bulet", mas já coloquei os auxiliares; a bateria vou trocar por uma decente (este custo é maior); os cabos hidráulicos vou trocar por blindados (o freio melhora e fica mais preciso); o cabo de embreagem já troquei por nacionais; o banco eu comprei o KING da Erê bancos (fantástico!); etc...
A maioria das mudanças foi feita em casa a custo bem reduzido, mas algumas outras realmente pesaram (bateria, banco e farol Bulet), mas eu fiz questão de colocá-la como queria, inclusive instalando outros tantos acessórios para deixá-la única. Acho que isto também é "cuidar".
Para quem não gosta de mexer na moto, aconcelho comprar uma CG, com acionamento de tuchos por vareta. Esta, sim, não dá problema. Para quem quer uma custom, entende-se que, quer mexer nela (customizar), se aventurar em todos os sentidos, pois este é o espírito CUSTOM. Montar sua própria moto e fazê-la única dentre todas.
Sei que não é legal comprarmos algo que não está completo e pagarmos por isso, mas nesse nicho das motos custom, isto é muito comum.
Vocês já viram algum Harleyro reclamar daquele, persistente, vazamento de óleo que todas as HD possuem? Sabiam que boa parte das peças cromadas nas HD são substituidas pelas manufaturadas artezanalmente? Éh... Talvez este seja o um dos motivos pelo qual não vemos tanta reclamação desta moto fora daqui. Somos novatos neste mundo CUSTOM. Queremos uma moto p/ sentar e andar. Sem mudar nada. Sem se preocupar com nada.
Quantos daqui já montaram sua própria custom? Ah... Os problemas são muitos, não é verdade? Pois é, eu acho que a Vblade me saiu muuuito barata. Só lamento ela não ser maior, mas aí, o preço também seria outro, não é verdade?
Compreendo a vossa indignação e a apóio, mas repense o seu conceito de moto custom. Talvez o que você esteja querendo seja algo um pouquinho diferente, a um preço um pouquinho diferente.
Grande abraço.
gildalfer
Mensagens: 2384
Registrado em: 22 Jul 2008, 00:23
Localização: Osório
Contato:

16 Out 2008, 12:09

Olha Cowboy. Eu gostaria, sinceramente, que a VBlade fosse uma moto para comprar e andar e que a Sundown fosse uma empresa mais séria e resolvesse definitivamente os problemas da moto.
Concordo contigo quando dizes que uma Custom é para ser mexida, mas o que discordo é termos que mexer em mangueiras, parafusos, freios. Na real, o que temos que mexer é na Customização dela: Faroletes, Sissy Bar, Pedaleiras, Alforges, Pintura, etc...
Tio Giba
O encanto de viajar está na própria viagem (M.Quintana)
cowboy
Mensagens: 91
Registrado em: 31 Ago 2008, 18:05
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

16 Out 2008, 18:50

Olá, Gilda.
Como eu havia dito, eu entendo e concordo com você. Poderia ser melhor. Vamos torcer p/ que as correções continuem e p/ que a Vblade se torne um projeto maduro para todo tipo de motociclista.
Acho que você tem razão, esta moto (do jeito que está) não é p/ o público em geral, e isto é triste, porque a propaganda que se faz, é de que seria uma moto p/ todos, e uma Top de linha, o que faz crer que você está pagando p/ não se apurrinhar.
Olhando por este prisma, Gilda, você não pode ser contestada. Dou a você os justos reconhecimentos da razão.
Para deixar claro à todos.
Esta moto ainda precisa ser mexida pelo seu comprador, quando adiquirida nova, pois apresenta uma série de probleminhas de fábrica, contudo, sua relação custo X benefício, ainda está muito positiva, levando-se em consideração que é uma custom de 250 cc; com berço duplo fechado; motor em V, refrigerado a ar; angulo aberto da mesa, permitindo uma distâncoa entre eixos maior; bom nível de conforto; porte avantajado; etc...
Para aqueles que outrora tinham de montar sua própria custom do zero, muitas vezes partindo de um quadro antigo realizando trabalhos de corte e costura, esta pequena grande custom é um achado. Seu preço vale o patamar em que se encontra, e não é a toa que foi escolhida a custom do ano em sua categoria (pela revista duas rodas!). Contudo, ela certamente decepcionará aos que buscam a tranquilidade de comprar a "top de linha" da marca, mas a estes, restam tantas outras opções, maiores e melhores.
Abraço Gilda.
gildalfer
Mensagens: 2384
Registrado em: 22 Jul 2008, 00:23
Localização: Osório
Contato:

16 Out 2008, 18:59

Alô Cowboy. Meu nome não é Gilda. É Gilberto. E sou muito macho. :lol: :lol: :lol: :lol:
Tio Giba
O encanto de viajar está na própria viagem (M.Quintana)
cowboy
Mensagens: 91
Registrado em: 31 Ago 2008, 18:05
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

16 Out 2008, 19:38

Foi mal... Ainda bem que só falamos de questões técnicas. Rsrsrsrs.
Abraço Gilberto.
Glaucio Mano
Mensagens: 134
Registrado em: 03 Jul 2008, 13:19
Localização: Recife
Contato:

08 Nov 2008, 20:23

Moçada,

Não sou exatamente um proprietário de V-Blade, mas gostaria de dar a minha opinião como motociclista e apaixonado por motos custom.
Ajudei a um amigo a comprar a sua V-Blade (a primeira moto dele, que comprou e foi cuidar de classificar a habilitação, ainda) e tão logo ele a recebeu, pediu que eu desse umas bandas com a moto, para sentir a bicha....
No ultimo final de semana fizemos uma viagem curta, de 250km, acompanhado de outras 10 motos, aproximadamente, do motoclube que participo. A moto aparentemente estava aguentando a pisadinha, mas era só aparentemente:

* Ainda no início da viagem o retrovisor dela caiu, soltando-se do nada, e lá vamos comprar um restrovisor de suzuki no meio do caminho, pro cara poder seguir viagem;
* Quando chegamos ao segundo destino, no terceiro dia de viagem, agora com um grupo de apenas 3 motos, a moto estava toda folgada, havia perdido 3 parafusos de fixação de umas tampas/acabamentos cromados da lateral direita dela, proximo à pedaleira do garupa e apresentava muito barulho nos freios dianteiro e traseiro. Fomos até uma concessionária da Sundown e a moto passou um dia inteiro, apenas lubrificando e reapertando tudo (pelo menos foi na garantia);
* Na noite da véspera da nossa partida, quando estavamos chegando no hotel, o cabo do freio traseiro partiu, e foi mais um estresse. Haviamos programado a nossa saída para as 6h00 da manhã seguinte, e tivemos que reformular a programação, para às 8h00 ir novamente até a concessionária tentar trocar o cabo, que para a nossa surpresa, estava em falta...;
* Além disso, o hodômetro da moto está maluco, marcando 900km, quando ele deve ter rodado apenas uns 500km com ela.

Em resumo, mesmo para mim, que ao comprar a minha Mirage perdi o pedal de freio em plena BR 101, foi um tanto assustador ver a fragilidade da moto.
A moçada do motoclube estava zoando com a cara dele, falando que a moto era da Playmobil, porque era desmontável...
Glaucio "Mano" Frazão

Lobos do Asfalto Grupo de Motociclistas - Recife/PE
Responder