AME-250 C1: Problemas e soluções

Moto: Amazonas AME

Moderadores: Administradores, Moderadores, Colaboradores Amazonas

Responder
Avatar do usuário
wdutra
Mensagens: 22
Registrado em: 03 Set 2008, 20:03
Localização: Cariacica
Contato:

17 Set 2008, 21:36

Pessoal,

como já relatei em mensagens anteriores, estou tendo problemas com meu escapamento esquerdo e o paralama.

A moto veio de fábrica encostando o paralama diateiro no escapamento esquerdo nas freadas. O paralama ficou com as bordas derretidas e a concessionária achou que podia resolver o problema deixando a suspenção dianteira mais dura.

Como já imaginava, a moto ficou igual a um kart, ou seja, a suspenção não absorve a irregularidade do piso onde anda.

Diante disto, realizei a medição da distância entre o escapamento e o chassi. Constatei que realmente o escapamento esquerdo estava mais a frente que o direito.

Verifiquei a solda do suporte que fixa o escapamento a pedaleira do carona, constatei que já neste ponto é fácil notar que a solda do escapamento esquerdo é feita um pouco mais atrás comparando com o escapamento direito. Basta medir a distância entre a solda que junta a ponteira ao escapamento com a solda do suporte que parafusa o escapamento na pedaleira e irá notar que no escapamento esquerdo a distância é maior, como as duas pedaleiras estão na mesma linha, então o escapamento esquerdo está ligeiramente sobrando na frente.

Constatando isto, fui até a revenda olhar as demais motos, de 5 motos, apenas 1 estava com o escapamento esquerdo alinhado com o direito e sem estes defeitos.

Ao mostrar ao mecânico, fui surpreendido com a seguinte resposta, deve ser um defeito no chassi, não é isto a causa do escapamento encostar no paralama.

Então minha saída foi verificar se mais alguém esta com a suspenção dianteira de sua moto estremamente dura, além de ter o escapamento esquerdo com este defeito, pois estou com a ligeira impressão que a fábrica esta mandando as revendas endurecer a suspenção para não ter que fazer um recall deste escapamento esquerdo.

Peço aos proprietários da Amazonas C1, que verifiquem este item, para que possamos cobrar uma solução da fábrica, ao invés de ter uma moto com uma suspenção dianteira estremamente dura e desconfortável para pilotar.

E quem estiver com o paralama encostando no escapamento, tome muito cuidado, pois se precisar frear e virar a direção para sair de algum obstáculo, poderá ter uma queda e acabar se machucando.
Wallace Soares Dutra
Avatar do usuário
Zé Luís
Mensagens: 11
Registrado em: 10 Set 2008, 14:58
Localização: Curitiba
Contato:

18 Set 2008, 09:30

Caro amigo isso é facil de resolver, basta mudar a posição do para-lama, na revenda que vc comprou sua moto eles devem ter recebido essa informação da fabrica. Caso eles não saibam como resolver pessa que ele entrem em contato com a Ame Amazonas e que o Professor Vicente indique a maneira que deve ser feito o ajuste, não muda nada na estética da moto e o problema fica resolvido. É jogo rapido pra fazer.

Abraço e espero que eles resolvam este seu problema.
ZÉ LUÍS AMAZON MOTO CENTER CURITIBA
Avatar do usuário
wdutra
Mensagens: 22
Registrado em: 03 Set 2008, 20:03
Localização: Cariacica
Contato:

18 Set 2008, 19:26

Olá Zé Luis,

realmente é muito simples mesmo. Ontem fiquei na mão com um apagão na moto. Depois de muito tempo consegui encontrar o problema que era a quebra do terminal que liga o cabo na bateria.

Depois do apagão, levei a moto até a revenda e pedi para fazerem este ajuste no paralama. Hoje pela manhã estive na revenda e realmente fizeram o ajuste no paralama e na suspensão, que voltou a ficar mais macia.

Só não entendi como a revenda pode deixar o paralama derreter as bordas, enquanto a solução é tão simples.

Aproveitando, quero parabenizar as revendas que participam deste forum. É fácil perceber que estas estão bem atualizadas com informações sobre a moto. Seria muito bom ter uma revenda assim no Espírito Santo. Infelizmente, apesar da revenda aqui ter um excelente mecânico, o atendimento da mesma não é muito bom, além do serviço de mecância ficar com a qualidade muito baixa quando o mecânico falta.

Gostaria de perguntar as revendas que estão contribuindo com este fórum:

1 - Ao deixar a moto em suas revendas o proprietário leva um comprovante (OS) que pode provar que a moto foi deixada na loja?

2 - A minha moto sai muito de traseira, pelos relatos no fórum, é apenas ajuste da suspenção traseira. Diante deste problema, as concessionárias estão cobrando para realizar a correção na suspenção?
Wallace Soares Dutra
Avatar do usuário
Zé Luís
Mensagens: 11
Registrado em: 10 Set 2008, 14:58
Localização: Curitiba
Contato:

19 Set 2008, 09:48

Olá Wallace

Normalmente o que acontece na maioria das revendas, é que ao deixar sua motocicleta para fazer qualquer serviço, é aberta uma O.S. que deve trazer seus dados e os dados da moto. Não tem necessidade de vc levar uma via mas sim saber qual o número da sua O.S. para que vc possa ao entrar em contato via telefone ou até pessoalmente agilize no processo.

Quanto a suspenção trazeira da sua moto aqui nos normalmente ja fazemos os ajustes antes de entregar a moto ao cliente, inclusive regulando a tensão da mola do amortecedor conforme o peso do proprietário, sem cobrar nada por isso, porem não sei qual é a politica da sua verenda ai.

Quando estiver por Curitiba venha nos fazer uma visita. E tbm se tiver qualquer duvida entre em contato com nossos mecânicos E-mail oficina@amazonmotocenter.com.br ou (41)3336-5232
Fale com o Chico ele é o chefe da oficina e pode te ajudar muito, pois alem de ser um ótimo mecânico é treinado na fábrica da AME AMAZONAS.

Grande Abraço
ZÉ LUÍS AMAZON MOTO CENTER CURITIBA
JOSE ANTONIO CAZARI TUKA
Mensagens: 4
Registrado em: 13 Jul 2008, 20:03
Localização: Assis

21 Set 2008, 21:05

ENTREI EM CONTATO COM A REVENDA Q COMPREI E COM A FABRICA, FUI INFORMADO QUE QUE EXISTE UM RECAL A SER FEITO, E IREI FAZER NA PROXIMA REVISÃO, MORO A 250 KM DA REVENDA + PERTO E TEREI Q IR LA PRA ARUMAR, MAS O PROBLEMA, MAIOR QUE TENHO É A CAPA DA CORRENTE QUE INSISTE EM FAZER BARULHO, TO TENTANDO DE TUDO COM A CAPA CROMADA PRA NÃO TROCAR POR AQUELA PRETA QUE É ORRIVEL E TB FAZ BARULHO, SE TIVER ALGUMA DICA, AGRADEÇO
ABRAÇÃO
tuka
CHICOBOY
Mensagens: 35
Registrado em: 05 Set 2008, 19:49

24 Set 2008, 21:35

JOSE ANTONIO CAZARI TUKA escreveu:ENTREI EM CONTATO COM A REVENDA Q COMPREI E COM A FABRICA, FUI INFORMADO QUE QUE EXISTE UM RECAL A SER FEITO, E IREI FAZER NA PROXIMA REVISÃO, MORO A 250 KM DA REVENDA + PERTO E TEREI Q IR LA PRA ARUMAR, MAS O PROBLEMA, MAIOR QUE TENHO É A CAPA DA CORRENTE QUE INSISTE EM FAZER BARULHO, TO TENTANDO DE TUDO COM A CAPA CROMADA PRA NÃO TROCAR POR AQUELA PRETA QUE É ORRIVEL E TB FAZ BARULHO, SE TIVER ALGUMA DICA, AGRADEÇO
ABRAÇÃO
Credo Brother;

fiko pudle da cara quando leio algumas coisas por aqui, potz; os Ching-Lings soldam um zilhão de suportes de protetores de corrente nas balanças das motos, mandam a dita cuja da peça pra ser instalada e ajustada nos ditos suportes, isso deve ser feito pela concessionária que ativa o veículo, esse ajuste tem que ser feito não só na AME C1, mas quase na totalidade das motos que usam essa peça em tudo que é marca de moto nas quais já botei as mãos em diversas autorizadas onde trabalhei, é sempre a mesma história, pega um alicate e entorta os suportes do protetor de corrente um pouco pra fora, de leve, isso fará com que o protetor de corrente fique um pouco mais longe da mesma, parando de bater, é simples demais, e se o pessoal da tua oficina num fez isso, nem perca tempo levando lá, faça Vc mesmo em casa, é muito fácil, nem vale a pena queimar gasolina indo até lá pra reclamar, pois vai sair bem mais caro hehehehe.
Só lembrando, se a tua corrente de transmissão estiver muito frouxa e fora da tensão e folga de trabalho que ela deve ter, aí é claro que ela vai bater, estando ou não regulado devidamente o protetor de corrente sacou? nesse caso tb regule a corrente, blz?

Abraços
Avatar do usuário
wdutra
Mensagens: 22
Registrado em: 03 Set 2008, 20:03
Localização: Cariacica
Contato:

25 Set 2008, 19:26

Obrigado pelas dicas, mas não sei mais onde recorrer, os problemas estão aparecendo como se ninguém tivesse revisado esta moto antes da entrega.

Como já havia relatado, a regulagem do paralama e suspensão foram feitas, inclusive retiraram também 200ml de óleo que colocaram a mais na revisão dos 500 km e constatei quando fui ligar a moto no outro dia. Mas novos problemas apareceram:

1 - A moto esta com vazamento de óleo no cabeçote;
2 - A grade da entrada de ar do acessório cromado que fica ao lado do tanque, está toda enferrujada, o pior que a moto nem viu água ainda;
3 - As hastes dos retrovisores estão enferrujando.

Hoje, conversei com Ulisses Nogueira da Amazonas, pois após ler o meu manual que demorou quase 1 mês para chegar, verifiquei um novo problema, a bateria recomendada e que deveria vir com a moto é de 9 ou 10 A, mas a revenda daqui envia a moto com uma bateria de 8 A. Segundo Ulisses, isto pode trazer problemas.

Agora a pior notícia é que a revenda tem um acordo com a Amazonas para abrir revendas nos principais municípios do Espírito Santo, ou seja, aqui no ES não vai ser um bom negócio ter uma Amazonas. Este prazo encerra em Dezembro/2008, espero que a Amazonas coloque a cabeça no lugar e tome uma postura que seja benéfica para a marca e proprietários desta moto.

Até o momento só pude dizer para as pessoas não comprarem a moto, pois não terá atendimento e suporte para atendê-lo no ES. Gostaria de indicar, pois quanto mais proprietários, melhor é valorizado o veículo.
Wallace Soares Dutra
João Alves dos Santos
Mensagens: 6
Registrado em: 27 Set 2008, 18:17
Localização: Serra
Contato:

27 Set 2008, 19:35

Boa Tarde Wallace.
Sou proprietário de uma C1 250 vermelha desde abril de 2008 , ela está com 12.800km rodados ,ela apresentou a necessidade de alguns ajustes como por exemplo : Ajuste do giclê do carburador , suspensão dianteira era excessivamente macia ,barulho no protetor de corrente e vazamento de combustível no tanque. Porém apesar desses pequenos detalhes que na realidade são defeitos de projeto a concessionárias Speed Race sempre me atendeu prontamente e com muita amabilidade, em certos momentos até peça de moto 0km foi retirada para me atender ( para que eu não esperasse 3 ou 4 dias vir de São Paulo ) , fato que não é da obrigação deles . Sempre fui tratado com respeito sinceridade e pontualidade ,por tanto os fatos que você relatou nesse site me deixa curioso e sem compreender ,pois tem fatos que não procedem como por exemplo :
a) se realmente colocassem 200ml de óleo a mais no motor da sua moto, ele teria queimado no próprio funcionamento da moto e em hipótese alguma causaria um vazamento de óleo (como você detectou 200ml precisamente a mais de óleo);
b) Quanto a bateria da C1 ela é de 9 amperes e seu tamanho é característico (grande) já a de 4 amperes é uma bateria pequena usada para moto sem partida elétrica, fato que não teria capacidade para fazer sua moto se quer ligar (ela ta funcionando ??? Quem lhe deu essa informação , foi na autorizada ???);
Por que consultar uma revenda no sul do país se eles não estão vendo sua moto e portanto não podem fazer uma análise apropriada.
Portanto Wallace , como estou no ES e tenho como Hoby mecânica , (apesar do meu hoby só a Speed Race mexe na minha moto e tenho total confiança nos seus serviços)me ofereço para um final de semana desses nos encentrarmos para curtirmos nossas motocicletas e até mesmo se você quiser te apresentar ao proprietário da Speed Race que é um cara super acessível . ESpero teu retorno , Um abraço ,
João
Os Homens são classificados pelos seus ATOS.
Avatar do usuário
wdutra
Mensagens: 22
Registrado em: 03 Set 2008, 20:03
Localização: Cariacica
Contato:

28 Set 2008, 08:58

Se você conhece a Speed & Race, deve conhecer o mecânico Nani, pois o considero um ótimo mecânico, e ao pesquisar onde ele trabalhou só tive boas recomendações, tanto que ele mesmo retirou 200 ml de óleo do motor e me informou que realmente tinham colocado mais óleo do que deviam.

Com relação a bateria, corrigindo, a que vem é de 8A e não 9A como recomenda a Amazonas. Creio que realmente seja a bateria que vem de fábrica, porém, estas GTX9-BS da GS não são de 9A, são de 8A:

http://translate.google.com.br/translat ... R%26sa%3DG

Quanto as suas peças chegarem em 3 ou 4 dias, você deve ter um atendimento preferencial, pois meu tanque de combustível sem defeito na pintura ainda não chegou (desde 29 de Agosto de 2008), minha pedaleira chegou com 20 dias e também veio arranhada, meu paralama ainda não chegou e já tem 2 semanas.

Quanto ao atendimento, eles são educados sim, mas eu não falo de atendimento a pessoa e sim a moto. Nada adianta ser educado e fazer o cliente sair da revenda sem o problema resolvido.

Creio que você seja uma pessoa de sorte, pois até hoje só tive a oportunidade de conversar com proprietários que estão tendo problemas no atendimento de suas motos. Inclusive um na própria loja dizendo que se sentiu enganado, pois garantiram que a moto era 2008 e viu depois no documento e NF que a moto era 2007.

Se o atendimento é tão bom assim, nao da para entender o motivo pelo qual os problemas da minha ainda não foram resolvidos, pois relatados a revenda eles foram. Quando falei do vazamento pela tampa do tanque, me informaram que não pode colocar muita gasolina, nem se deram ao trabalho de tirar a tampa e ver que a borracha de vedação tem um defeito de fabricação que não permite o mínimo vedamento do tanque.

Todos os problemas que relato aqui, podem ser vistos em minha moto. Estou todos os dias na praça de Campo Grande, Campo Grande - Cariacica, sou proprietário da Banca Popular. Se tiver tempo, passe lá e veja você mesmo os problemas. Mostro até a OS com a solicitação de reparo dos problemas, alguns resolvidos, outros adiado. Através da OS, você verá, por exemplo, que o meu paralama não chegou ainda. E dúvido muito que a Amazonas irá dar garantia nesta peça, pois a revenda não deveria entregar uma moto com parafusos do paralama soltos e o mesmo encostando do escapamento.

Um detalhe, do dia 29/09/2008 12:00 até 02/10/2008 08:00, estarei em viagem a São Paulo, a banca ficará fechada.

Aproveitando, gostaria de ver a sua também e checar o itens:

2 - A grade da entrada de ar do acessório cromado que fica ao lado do tanque, está toda enferrujada, o pior que a moto nem viu água ainda;
3 - As hastes dos retrovisores estão enferrujando.
Wallace Soares Dutra
CHICOBOY
Mensagens: 35
Registrado em: 05 Set 2008, 19:49

29 Set 2008, 00:35

João Alves dos Santos;

Aaafff; agora folgo ao ler seu relato e fico muito mais feliz e tranquilo, já estava imaginando que ae no ES as concessionárias eram administradas por monstros, já tava ficando com dó das AME que desceram por ae kkkkkkkkkkkkkkk...

Abraços Vei, e precisando a gente tb tá por ae.

=============================================

wdutra;

-Não discordo dos teus relatos e sei que mesmo veículos zero Km as vezes vem com uma série de problemas, não que eu possa julgar que os problemas que VC relatou até agora sejam digamos assim: "crônicos" ou "críticos" ; como eu mesmo já enfrentei uma vez, na compra de uma CB 400 1981 zerinho, motor "Made in Japan" que com 100 Km parecia que ia desmontar, não consegui chegar na revisão dos 500 Km, pq o motor fundiu antes, na época era moto de lançamento bem recente no mercado, por fim a concessionária HC de Curitiba me devolveu a moto arrumada e ainda com garantia, segundo informaram faltava uma peça na bomba de óleo, foi uma espera de 4 meses até poder sair com a minha CBzinha novamente, lembro que fiquei mto. nervoso na época, eu era meio piazão e tava louco de vontade de tocar a motoca... mas com a experiência que tenho hoje, vejo que nos finalmentes fui mto. bem atendido e que na época as pessoas que me atenderam fizeram tudo que estava ao seu alcance.
wdutra; eu vejo que segundo seu próprio relato, alguns dos problemas que VC constatou já foram resolvidos, e outros adiados, acredito que se alguns já foram resolvidos, não há por que os outros também não o sejam, acredito ser apenas uma questão de aguardo por breve período amigo.
Quanto ao fato de ferrugem aparecendo no enfeite cromado do tanque e nas hastes dos espelhos, por favor, peça que o pessoal da sua concessionária avalie a substituição destas peças, blz?
Vazamento de óleo no cabeçote, exige reaperto dos prisioneiros do mesmo ao torque de 8Kgf cada um, de forma apropriada e seguindo os procedimentos corretos pra fazer isso, recomenda-se esse procedimento, se possível, na revisão dos 500 Km.
eu conheço pessoalmente o Sr. Ulisses, diretor do depto. de pós-vendas da AME, e acredito que pode estar havendo alguma descomexão de informações, aliado talvez a alguma informação errônea, que vou verificar com cuidado amanhã, a bateria original da AME 250 C1 (se eu não estiver errado) é a GTX9-BS mesmo (e já existe nacional da marca ROUTE à disposição em várias lojas do País), conforme o Link que VC postou acima, mas não estou bem certo se ela é de 8 amperes como informado no site, vou verificar inclusive o projeto elétrico da moto e te informo na sequencia.
Responder