Shadow 600: Diagnose de defeitos

Motos: Honda Shadow 750, Honda VT 600, Honda VLX 600, etc.

Moderadores: Moderadores, Administradores, Colaboradores Honda

Responder
Avatar do usuário
wellrod
Mensagens: 1742
Registrado em: 10 Jan 2008, 07:35
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

12 Ago 2010, 08:04

Olá Galera,
esse tópico corresponde ao manual da Honda Shadow 600 sobre os defeitos e suas possíveis soluções. Mas creio que seja aplicável a qualquer motocicleta que tenha os mesmos sistemas que a Shadow 600.

Tentarei reunir aqui todas os problemas e soluções que eu encontrar pelo fórum, por livros, para facilitar nossa busca, tendo tudo concentrado num só tópico.

Vamos lá!!! Conto com vcs!!!
-----------------------
Wellington Rodrigues
DESVIRTUADOR
Shadow 750 - Aparecida
Nova Iguaçu- RJ
http://w.rodrigues.nafoto.net
Avatar do usuário
wellrod
Mensagens: 1742
Registrado em: 10 Jan 2008, 07:35
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

12 Ago 2010, 08:09

Nivel de óleo muito baixo:

- Consumo normal de óleo;
- Vazamento de óleo;
- Anéis do Pistão desgastados.

Contaminação de óleo:

- Óleo não é trocado nos períodos corretos;
- Junta de cabeçote defeituosa;
- Anéis de Pistão desgastados.

Pressão de óleo baixa:

- Bomba de óleo defeituosa;
- Filtro de tela obstruída;
- Nível de óleo baixo;
- Válvula de alívio de pressão defeituosa;
- Vazamento de óleo.

Pressão de óleo alta:

- Válvula de alívio de pressão defeituosa;
- Filtro ou dosador de óleo obstruídos.

Falta de pressão de óleo:

- Nível de óleo baixo;
- Engrenagem da bomba de óleo quebrada;
- Corrente da bomba de óleo quebrada;
- Bomba de óleo defeituosa;
- Vazamento de óleo.
-----------------------
Wellington Rodrigues
DESVIRTUADOR
Shadow 750 - Aparecida
Nova Iguaçu- RJ
http://w.rodrigues.nafoto.net
Avatar do usuário
wellrod
Mensagens: 1742
Registrado em: 10 Jan 2008, 07:35
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

12 Ago 2010, 08:20

Motor não dá partida:

- Excesso de combustível no motor;
- Filtro de ar obstruído;
- Carburador afogado;
- Entrada de ar falsa no coletor de admissão;
- Combustível contaminado/deteriorado;
- Filtro de combustível obstruído;
- Sem combustível no carburador;
- Tubo de combustível obstruído;
- Registro de combustível engripado;
- Nível da bóia incorreto;
- Orifício do respiro do tanque de combustível obstruído.

Mistura pobre:

- Giclês obstruídos;
- Válvula da bóia defeituosa;
- Nível da bóia muito baixo;
- Tubo de combustível restrito;
- Entrada de ar falsa no coletor de admissão;
- Válvula de aceleração defeituosa.

Mistura rica:

- Válvula do afogador na posição ON;
- Válvula da bóia defeituosa;
- Nível da bóia muito alto
- Giclês obstruídos;
- Carburador afogado.

Partida difícil, funciona irregularmente, marcha lenta irregular:

- Tubo de combustível obstruído;
- Ignição defeituosa;
- Mistura do combustível muito rica/pobre (aguste do parafuso da mistura);
- Combustível contaminado/deteriorado;
- Entrada de ar falsa no coletor de admissão;
- Ajuste incorreto da marcha lenta;
- Ajuste incorreto do nível da bóia;
- Orifício do respiro do tanque de combustível obstruído.

Detonação durante o uso do freio motor:

- Mistura pobre no circuito de marcha lenta;
- Retorno de faíscas ou falhas durante a aceleração;
- Sistema de ignição defeituoso;
- Mistura de combustível muito pobre.

Baixo desempenho e alto consumo de combustível:

- Sistema de combustível obstruído;
- Sistema de ignição defeituoso.
-----------------------
Wellington Rodrigues
DESVIRTUADOR
Shadow 750 - Aparecida
Nova Iguaçu- RJ
http://w.rodrigues.nafoto.net
Avatar do usuário
wellrod
Mensagens: 1742
Registrado em: 10 Jan 2008, 07:35
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

12 Ago 2010, 08:24

Termostato permanece fechado:

- Líquido de arrefecimento insuficiente;
- Passagens do radiador, mangueira e camisa de água obstruídas;
- Bomba de água defeituosa;
- Motor do ventilador defeituoso.

Temperatura do motor muito baixa:

- Medidor ou sensor de temperatura defeituosos;
- Termostato permanece aberto.

Vazamento de líquido de arrefecimento:

- Retentor mecânico da bomba defeituoso.

Temperatura do motor muito alta:

- Medidor ou sensor de temperatura defeituosos;
- Anéis de vedação deteriorados;
- Mangueiras deterioradas ou danificadas;
- Tampa do radiador defeituosa.
-----------------------
Wellington Rodrigues
DESVIRTUADOR
Shadow 750 - Aparecida
Nova Iguaçu- RJ
http://w.rodrigues.nafoto.net
Avatar do usuário
wellrod
Mensagens: 1742
Registrado em: 10 Jan 2008, 07:35
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

12 Ago 2010, 08:32

Alavanca da embreagem muito dura:

- Cabo da embreagem danificado, torcido ou sujo;
- Cabo da embreagem incorretamente instalado;
- Mecanismo de acionamento da embreagem danificado;
- Rolamento da placa de acionamento da embreagem danificado.

A embreagem não desengata ou a motocicleta patina com a embreagem desengatada:

- Folga excessiva da alavanca da embreagem;
- Separadores empenados;
- Nível do óleo muito alto, viscosidade incorreta ou uso de aditivo;
- Verifique quanto a presença de aditivo no óleo.

A embreagem patina:

- Braço de acionamento da embreagem preso;
- Discos de embreagem gastos;
- Molas de embreagem fracas;
- Não há folga na alavanca;
- Verifique quanto a presença de aditivo no óleo.

Mudança de marcha difícil:

- Cabo da embreagem ajustado incorretamente;
- Garfo seletor danificado ou empenado;
- Eixo do garfo seletor empenado;
- Viscosidade do óleo do motor incorreta;
- Conjunto do eixo seletor incorreto;
- Ranhuras do excêntrico do tambor seletor danificadas.

A marcha escapa:

- Posicionador de marchas do tambor seletor desgastado;
- Mola de retorno do eixo seletor desgastada ou quebrada;
- Eixo do garfo seletor empenado;
- Ranhuras do excêntrico do tambor seletor danificadas;
- Ranhuras ou dentes de acoplamento da engrenagem desgastados.

O pedal de mudanças não retorna:

- Mola de retorno do eixo seletor fraca ou danificada;
- Eixo seletor empenado.
-----------------------
Wellington Rodrigues
DESVIRTUADOR
Shadow 750 - Aparecida
Nova Iguaçu- RJ
http://w.rodrigues.nafoto.net
Avatar do usuário
wellrod
Mensagens: 1742
Registrado em: 10 Jan 2008, 07:35
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

12 Ago 2010, 08:42

Defeitos na parte superior do motor geralmente afetam o seu desempenho. Isto pode ser diagnosticado através de um teste de compressão ou pela detecção de ruídos no motor utilizando um estetoscópio.

Se o desempenho for insatisfatório em baixas velocidades, verifique quanto a presença de fumaça branca no tubo de respiro do carter. Se o tubo apresentar fumaça, verifique se os anéis do pistão estão engripados.

Compressão muito baixa, partida difícil ou baixo desempenho em baixas rotações:

- Válvulas:
Ruído Excessivo

- Ajuste incorreto das válvulas;
- Válvulas queimadas ou empenadas;
- Sincronização das válvulas incorreta;
- Mola da válvula quebrada;
- Mola da válvula enfraquecida.

- Cabeçote:

- Vazamento ou junta do cabeçote danificada;
- Cabeçote empenado ou trincado



Compressão muito alta, superaquecimento ou "bate-pino":

Depósito excessivo de carvão no cabeçote ou na cabeça do pistão.

Fumaça excessiva:

- Haste da válvula ou guia danificada;
- Vedador da haste danificado;
- Cilindro ou pistão defeituoso.


Ruído excessivo:

- Corrente de comando solta ou gasta;
- Tensor da corrente do comando gasto ou danificado;
- Dentes da coroa de comando gastos;
- Folga da válvula incorreta;
- Válvula engripada ou mola da válvula quebrada;
- Haste de empuxo desgastada ou danificada;
- Balancim e/ou eixo desgastados;
- Cilindro ou pistão defeituoso.

Marcha lenta irregular:

- Baixa compressão do cilindro;
- Entrada falsa de ar no coletor de admissão.
-----------------------
Wellington Rodrigues
DESVIRTUADOR
Shadow 750 - Aparecida
Nova Iguaçu- RJ
http://w.rodrigues.nafoto.net
Avatar do usuário
wellrod
Mensagens: 1742
Registrado em: 10 Jan 2008, 07:35
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

12 Ago 2010, 08:47

Compressão baixa ou instável:

- Cilindro ou anéis de pistão desgastados;
- Junta do cabeçote danificada;
- Ajuste de válvula incorreta.

Fumaça excessiva:

- Cilindro, pistão ou anéis do pistão desgastados;
- Instalação incorreta dos anéis de pistão;
- Pistão ou parede do cilindro riscada.

Superaquecimento:

- Excesso de depósitos de carvão no pistão ou na câmara de combustão;
- Bomba de água defeituosa.

Batida de pino ou ruído anormal:

- Pistão ou cilindros desgastados;
- Excesso de depósitos de carvão no pistão ou na câmara de combustão;
-----------------------
Wellington Rodrigues
DESVIRTUADOR
Shadow 750 - Aparecida
Nova Iguaçu- RJ
http://w.rodrigues.nafoto.net
Avatar do usuário
wellrod
Mensagens: 1742
Registrado em: 10 Jan 2008, 07:35
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

12 Ago 2010, 08:52

Ruído na árvore de manivelas:

- Rolamento da cabeça da biela desgastado:
- Biela empenada;
- Rolamento da árvore de manivelas desgastado.

- A marcha escapa:

- Dentes ou ranhuras de acoplamento da engrenagem gastos;
- Eixo do garfo seletor empenado;
- Garfo seletor desgastado ou empenado;
- Batente do tambor seletor quebrado;
- Mola de retorno do seletor quebrada.


- Dificuldade na mudança de marcha:

- Funcionamento inadequado da embreagem;
- Ajuste incorreto da embreagem;
- Viscosidade do óleo do motor incorreta;
- Garfo seletor deformado;
- Eixo do garfo seletor deformado;
- Dentes do garfo seletor deformados;
- Ranhuras do excêntrico do tambor seletor danificadas;
- Eixo seletor empenado.
-----------------------
Wellington Rodrigues
DESVIRTUADOR
Shadow 750 - Aparecida
Nova Iguaçu- RJ
http://w.rodrigues.nafoto.net
Avatar do usuário
wellrod
Mensagens: 1742
Registrado em: 10 Jan 2008, 07:35
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

12 Ago 2010, 08:57

Direção pesada:

- Ajuste incorreto dos rolamentos da direção;
- Rolamentos da coluna de direção defeituosos;
- Rolamentos da coluna de direção danificados;
- Pressão dos pneus insuficiente.

Direção desalinhada ou puxa para os lados:

- Amortecedor empenado;
- Eixo dianteiro empenado, roda instalada incorretamente.

Roda dianteira vibra:

- Aro torto;
- Rolamento da roda dianteira desgastado;
- Raios soltos ou quebrados;
- Pneu defeituoso;
- Eixo ou suporte apertados incorretamente.

Suspensão excessivamente macia:

- Molas do amortecedor enfraquecidas;
- Quantidade de fluido no amortecedor insuficiente;
- Viscosidade do fluido do amortecedor incorreta.

Suspensão excessivamente dura:

- Excesso de fluido no amortecedor;
- Amortecedor danificado;
- Viscosidade do fluido do amortecedor incorreta.

Ruído na suspensão dianteira:

- Cilindro externo empenado;
- Fixadores do amortecedor frouxos;
- Quantidade de fluido do amortecedor insuficiente.
-----------------------
Wellington Rodrigues
DESVIRTUADOR
Shadow 750 - Aparecida
Nova Iguaçu- RJ
http://w.rodrigues.nafoto.net
Avatar do usuário
wellrod
Mensagens: 1742
Registrado em: 10 Jan 2008, 07:35
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

12 Ago 2010, 09:13

Pneu traseiro

Roda traseira vibra:

- Aro empenado;
- Rolamentos da roda soltos;
- Raios soltos ou empenados;
- Pneu danificado;
- Eixo apertado incorretamente;
- Rolamentos da articulação do braço oscilante danificados;
- Ajustadores da corrente ajustados incorretamente;
- Braço oscilante do chassi empenados.

Suspensão excessivamente macia:

- Mola enfraquecida;
- Amortecedor traseiro danificado;
- Ajuste incorreto do amortecedor traseiro.

Suspensão excessivamente dura:

- Haste do amortecedor empenada;
- Rolamentos da articulação do braço oscilante danificados;
- Braço oscilante ou chassi empenados;
- Ajuste incorreto do amortecedor traseiro.

Ruído na suspensão:

- Amortecedor traseiro danificado;
- Fixadores soltos;
- Articulação do amortecedor desgastada ou sem lubrificação.

Desempenho deficiente do freio:

- Ajuste incorreto do freio;
- Sapatas do freio desgastadas;
- Lonas contaminadas com óleo, graxa ou sujeira;
- Came do freio desgastado;
- Tambor do freio desgastado;
- Entalhes do braço do freio posicionados incorretamente;
- Sapatas do freio desgastadas na área de contato com o came.
-----------------------
Wellington Rodrigues
DESVIRTUADOR
Shadow 750 - Aparecida
Nova Iguaçu- RJ
http://w.rodrigues.nafoto.net
Responder