Softail Deluxe: Opiniões, ficha técnica e dicas

Motos: Harley-Davidson Sportster 883, Harley-Davidson Road King, etc.

Moderadores: Moderadores, Administradores, Colaboradores Harley-Davidson

Responder
Slow_RS
Mensagens: 88
Registrado em: 29 Dez 2009, 11:29
Localização: Bagé
Contato:

02 Out 2011, 23:34

Amigos, consegui realizar o sonho, esta semana, de comprar minha HD. Acabei comprando uma Deluxe mesmo, que eu vinha namorando há tempos e só faltava coragem de desembolsar os pilas.
Como senti falta aqui de um tópico que discutisse e falasse da Deluxe com maior detalhamento, resolvi abrir este aqui, aos interessados. Moderadores, se eu vacilei e já há algo assim, por favor, me informem que eu posto o conteúdo por lá.
Espero que estes posts ajudem a tirar a dúvidas de outros que, como eu, gostam de se informar bem e ficam namorando cada detalhe da futura aquisição.
Seria bom também trocar de opinião – e dicas – com outros proprietários de Deluxe. Em pvt, se for o caso, ou por aqui mesmo, se for algo útil aos demais.

Então, vamos lá.
Peguei a motoca – batizada Megan – na HD de BH e já estreei com gosto, vindo para Juiz de Fora pilotando, 260km.
Para quem tinha antes uma Drag, a mudança de 650 para 1600 é fácil de perceber, ainda que no modo de pilotar eu não tenha sentido tanta diferença.
A suspensão é o maior ganho na mudança, longe. O torque a mais tb é animal, mas como eu ando na manha sempre, é no conforto da suspensão que fiquei realmente babando.
Antes de por outras opiniões minhas – e são muitas - eu vou postar aqui a ficha da moto ( site da HD Brasil - http://www.harley-davidson.com/pt_BR/Co ... tml#/specs ).

DIMENSÕES UNIDADES MÉTRICAS
Comprimento 2400 mm
Altura do assento
Descarregada 670 mm
Distância mínima do solo 113 mm
Ângulo de cáster coluna direção 32.1 °
Trail 147 mm
Distância entre eixos 1760 mm
Capacidade tanque combustível 18.9 L
Capacidade do tanque de óleo 3.3 L
Peso
Peso seco 313 kg
Ordem de marcha 330 kg
Capacidade de bagagem N/A

POWERTRAIN
Motor Refrigerado a ar,
Twin Cam 96B™
Cilindrada 1584 cm³
Diâmetro x pistão 95.3 mm / 111.1 mm
Torque do motor EEC/95/1
Torque do motor 13,8kgf.m@3500rpm
Sistema de combustível Injeção Eletrônica
de Combustível por
Porta Seqüencial
(ESPFI)
Taxa de compressão 9.2:1
Transmissão Primária Corrente, relação
34/46
Relação de transmissão
1.o 9.31
2.o 6.453
3.o 4.793
4.o 3.881
5.o 3.306
6.o 2.79

RODAS/PNEUS
Rodas
Dianteira: Cromada, perfil trançado de alumínio
Traseira: Cromada, perfil trançado de alumínio

Tamanho do pneu
Dianteira MT90B16 72H (cerca de 132 mm, segundo o site da Dunlop)
Traseira MU85B16 77H (cerca de 140 mm, segundo o site da Dunlop)

ELÉTRICA
Instrumentos: velocímetro eletrônico com odômetro instalado sobre o tanque, relógio no odômetro, odômetro parcial duplo, indicador de combustível equipado com luz indicadora de nível baixo de combustível e recurso de contagem regressiva, luz indicadora de baixa pressão do óleo, leitura do diagnóstico do motor, luzes indicadoras LED, luz indicadora de 6 marchas.
Lâmpadas indicadoras: Farol alto, ponto morto, baixa pressão do óleo, luzes indicadoras de direção, diagnóstico do motor, sistema de segurança, 6 marchas e indicador de nível baixo de combustível.

CHASSI
Freios: dianteiro com 4 pistões e traseiro com 2 pistões (a moto possui ABS)
Freio de estacionamento: N/A
Ângulo de inclinação: 26.7 / 25.8 °
Sistema de escapamento: Cromado, escapamento reto estilo shotgun (superior/inferior) com silenciadores duplos

OPÇÕES DE CORES
Vivid Black
Cool Blue Pearl
Merlot Sunglo
Birch White / Vivid Black
Dark Candy Root Beer / Light Candy Root Beer
Psychedelic Purple / Vivid Black
Apple Green / Vivid Black

Era isso. Amanhã posto mais.
Abraços,
Louzada
Colorado, Gaúcho e pai do Gabriel
Slow_RS
Mensagens: 88
Registrado em: 29 Dez 2009, 11:29
Localização: Bagé
Contato:

03 Out 2011, 11:54

Para quem não sabe, o N acima é de Nostalgic e indica que se trata da Deluxe. Quem desejar saber as siglas de cada HD, aqui é um local interessante:
http://loucomotos.blogspot.com/2009/05/ ... iglas.html

Acho que é caso comentar sobre a opção por uma 0km. Eu queria uma moto usada, com quilometragem baixa. Só que os preços não compensam. Uma softail 2009, pouco rodada, está se encontrando por 3 a 4K a menos que uma zero. Eu achei que compensava pegar uma zero e pagar esse valor a mais. Vai de cada um. Talvez eu não tenha encontrado preços que compensassem no tipo de moto que eu procurava...

Continuando a postagem (estou de férias fora de época e estou aproveitando), seguem algumas observações de quem está há poucos dias experimentando a moto.
Depois eu postarei fotos que mostram os detalhes da moto.

Para neófitos em HD, como eu, o processo para ligar a moto é diferente. A chave destrava o controle do tanque, abaixo do velocímetro. Abre-se uma tampa, coloca-se a chave e gira-se 90º. Feito isso, tira-se a chave e o controle pode ser girado para Ign (ignição) ou Acc (acessórios). Em Acc o painel funciona (para ver km, luzes do painel etc). Em Ign a moto pode ser ligada (agindo-se nos botões junto ao manete da direita).

O combustível é colocado na tampa da direita (que não tem chave, ou seja, se vc tem risco de ter gasolina retirada da moto, pode pensar em comprar uma tampa com chave, que me foi oferecida na concessionária por mais de 200 dinheiros – e para mim não achei necessário).
O marcador de combustível fica na tampa do tanque à esquerda, que não é para abastecimento.

Os espelhos são bons, convexos, grandes e, no meu gosto, bonitos. Como a minha moto anterior vibrava muito a mais de 100 km/h, e os espelhos vibravam junto, a condução na estrada ficou bem facilitada.

Para quem saiu da Drag, bem espartana no painel, alguns itens facilitam bem a vida do piloto:
- o marcador de combustível evita contas de quilometragem ou a surpresa de ver a luz da reserva acender;
- dois odômetros parciais facilitam bastante os planejamentos de viagem e, ao mesmo tempo, os cálculos de consumo de gas. Detalhe: a vendedora disse que a HD informou que o odomtr Nr 2 só pode ser zerado depois de rodar 50km (!?). Realmente, na loja ele não zerou e na primeira parada na estrada até JF ele zerou normalmente.
- no mesmo painel do odômetro, há as opções (na ordem): hora, RPM, quilometragem total, trip1, trip2, e km para abastecimento. É um mini-computador-de-bordo, mas é uma pena que seja um tanto pequeno e localizado muito abaixo, obrigado o condutor a abaixar bem a visão para ler o mostrador. Como eu estava com GPS na moto, que me dava hora e quilometragem, optei pela opção RPM, para ir monitorando e sentindo o motor.
- sinalização de emergência (a Drag não tinha), que me ajudou em duas oportunidades, quando passei por um acidente e por uma blitz da PRF.
- indicador de 6ª marcha: quem não anda rápido fica na dúvida, algumas vezes, se está em quinta ou sexta. Sem dúvida, ajuda. Evita ter que dar aquela conferida no pedal da marcha...

Os piscas são acionados nos dois lados do guidom, para fazer a curva, diferente da Drag – e muitas outras motocas – que tem apenas um comando, normalmente no punho esquerdo, em que o piloto seleciona pisca para esquerda e direita. Nada demais, mas leva uns km para se habituar.

Junto ao manete da esquerda, além do pisca, que fica mais abaixo, há um controle do odômetro (Trip) e buzina, e do farol (alto e baixo). Como é normal, a moto liga já com o farol baixo aceso.
Achei que o controle da buzina demora uma fração de segundo a mais para responder. O som é bem mais alto e grave que a buzina da Drag (desculpem a repetida comparação, mas é o que eu posso fazer... rss).
Ao lado do manete da direita, além do pisca, está o controle de para ligar/desligar a moto, bem como o de partida/pisca alerta.

O controle dos faróis auxiliares fica no painel cromado atrás do farol auxiliar da esquerda. O acesso não é muito fácil e é um botão tipo chave, tipo antigo. Como não é um acessório vital, dá até certo charme na moto que se pretende ser nostálgica...

Aqui dá para ver tudo isto mais ou menos bem (6ª foto):
http://www.harley-davidson.com/pt_BR/Co ... l#/gallery

O banco original é bastante confortável na estrada. Só o achei meio largo, para alguém de 1,72 como eu, para o “anda-e-pára” da cidade. Já acostumei, mas por mim, a parte dianteira do banco poderia ser mais estreita. Não vou trocar de banco, eu acho, porque achei o cromado do banco do piloto um detalhe bacana...

As plataformas para os pés são grandes, boas mas não são bem o meu estilo. Eu mudaria para plataformas mais estilosas... rss
Faltam plataformas para o carona. Tentei comprar originais, mas o preço está impagável, além da grande falta de itens. Me foi informado que a HD está solucionando esta questão e que no fim de outubro a situação poderá melhorar, com mais disponibilidade e melhor preço.
Se houvesse disponibilidade e um preço razoável, teria pensado em já sair da loja com bolha e alforjes. A HD perde dinheiro com isso e acho que vai melhorar a questão sim.

Abraços
Colorado, Gaúcho e pai do Gabriel
Robson BaLa
Mensagens: 79
Registrado em: 21 Mar 2010, 14:57
Contato:

03 Out 2011, 16:52

Slow_RS, muito bacana os seus comentários e impressões sobre a Deluxe.
As H-Ds e suas características são sempre um ótimo assunto.
Seja bem-vindo e fique à vontade para transmitir a sua experiência com a Megan.
Também espero, realmente, que o dealer consiga colocar em ordem as coisas e o pronto atendimento para com os seus clientes.

Grande abraço,
Slow_RS
Mensagens: 88
Registrado em: 29 Dez 2009, 11:29
Localização: Bagé
Contato:

04 Out 2011, 22:19

Pilotar uma moto 1600cc é realmente algo diferente. A potência não é a de uma speed, mas a gente percebe que tem um motor muito forte nas mãos. Além disso, a imponência da moto e o seu porte gigante, agregados ao estilo HD, à posição de dirigir, ao guidon largo e aos trancos das trocas de marcha torna a experiência única.
Ao ligar a moto, ouve-se um ruído como se uma chave de boca caísse dentro do motor, seguido do ronco da HD. Mesmo com um escapamento original, o ritmo do V2 é diferente. O motorzão vibra diferente, com se alguém tivesse comprimido o motor de um Astra embaixo do tanque da moto. Certamente será um baita upgrade colocar um escapamento decente. Estou pensando em um true dual e aceito opiniões a respeito. É esse aqui, ó:

http://www.vanceandhines.com/store/soft ... stem/16793

Me disseram que ele é grave e não muito alto, principalmente com os quiet baffles. É isso mesmo? Vale o investimento? São caros, mas comparando com o preço de ponteiras, me parece que teria que ser caro mesmo.

Voltando ao assunto, durante a condução, cada mudança de marcha é algo. Não deve ser diferente em outros modelos do motor 96. Acho que a caixa de marchas é a mesma nas outras ST, certo?
A mudança é sentida nitidamente, e é ouvida. A embreagem não é muito dura, nem no pedal, mas parece que ao mudar, alguma alavanca se mexe um meio metro dentro da caixa. Tudo de modo macio – dentro do possível nesse quadro todo, claro.

A moto acelera fácil. E dá vontade de acelerar. Uma speed pode ser rápida, mas certamente o piloto não tem a mesma alegria de ver uma moto do porte de um ST acelerar brincando, como se tivesse o peso de uma CG. Na estrada é ainda mais nítido o torque da motoca. A 100km/h, atrás de um caminhão, quando se decide ultrapassar, o caminhão já ficou para trás. Isso dá uma segurança tremenda para quem conduz a moto.
E a Deluxe faz tudo isso com firmeza e maciez. Acho que tive alguma facilidade a mais por ter ficado acostumado com o t-bar da Drag, mais estreito e mais à frente. Com o guidom bem mais largo da Megan a condução fica mais facilitada, mesmo em baixas velocidades e apesar do peso muito maior da HD.

Os pontos menos favoráveis:
- o guidom largo dificulta muito usar os corredores.
- a drag esquentava em engarrafamentos, a Megan ferve! É realmente muito quente. :(
- andando bem devagar, eu preciso agir na embreagem (o que acho não ser o ideal), para a moto não começar a pular, em primeira ou segunda.
Eu não a recomendaria a quem pretende usar a moto diariamente em condições de tráfego lento.

Outra observação interessante é que na primeira parada, para abastecer, 500m após sair da revenda, saiu um baita cheiro de queimado da moto. Liguei na hora, já apavorado de ter sido premiado com alguma bomba, mas na loja me disseram que é normal, pq a moto era nova e ia fazer isso mesmo. Acreditei e até agora a Megan não explodiu nem incinerou... 8)

Para finalizar, eu só posso dizer que ter uma HD em mãos é realmente algo sem comparação. Por enquanto, estou babando. :o

Era isso.

Abraços

PS: os emoticons estão aí a pedido do Gabriel, aqui ao meu lado.
Colorado, Gaúcho e pai do Gabriel
Andre Tovar
Mensagens: 120
Registrado em: 24 Dez 2008, 14:25
Localização: São Lourenço
Contato:

05 Out 2011, 19:20

Parabéns Slow_RS , a De Luxe é mesmo uma bela motocicleta (chamar de moto é pouco). Muito bom vc postar os comentários dividindo suas impressões com todos. Em se tratando de uma HD zero, sugiro não trocar o escape por enquanto, segure a onda e faça as primeiras revisões antes. O motor esquenta mesmo, e aliado ao porte da motocicleta não é fácil andar no trânsito engarrafado. Com o tempo vc acostuma, inclusive com as plataformas que atrapalham um pouco por os pés no chão. No início também fiquei grilado, mas hoje desisti de troca-las. O guidão largo facilta manobras, principalmente com garupa. Quanto aos acessórios, por aqui é caro mesmo. O pessoal, e eu me incluo nesta, compra dos EUA via e-bay ou lojas virtuais, mesmo pagando 60% de imposto sai mais barato. Já os alforjes saem mais em conta aqui mesmo. Devido ao escapamento um pouco alto, semelhante ao da Fat, recomendo alforjes de couro, que resistem melhor ao calor do que os sintéticos. Melhor pagar mais caro por um bem durável, além do que, a Megan merece produtos de qualidade. Gostei das opções do painel, muito interessantes.
Muitos Km de felicidades para vcs.
Abraço irmão.
Slow_RS
Mensagens: 88
Registrado em: 29 Dez 2009, 11:29
Localização: Bagé
Contato:

06 Out 2011, 00:06

Caro André,
Gostei muito dos teus comentários. Acho que estou escrevendo aqui sobre o que eu gostaria de ter lido quando estava pesquisando sobre que HD comprar.
Sobre o que escreveste:
- pq esperar para trocar o escapa? por causa da garantia? na propria HD me disseram que trocar o escape não perdia a garantia. Sabes algo diferente?
- as plataformas são show, eu só não gostei das originais. Quero algo mais estiloso, entendeu? O formato das originais é meio estranho.
- alforjes de couro, com certeza. Alguma dica de onde achar alguma legal?
Abração e boas curvas,
Louzada
Colorado, Gaúcho e pai do Gabriel
Andre Tovar
Mensagens: 120
Registrado em: 24 Dez 2008, 14:25
Localização: São Lourenço
Contato:

06 Out 2011, 11:52

Slow,
quando vc diz que escreveu o que gostaria de ter lido, é exatamente o que gostei no seu texto.
As revendas sempre dizem que não se perde a garantia ao instalar escape ES, mas isso se for feito por eles. Os alforjes eu instalei e gostei de www.rosanegraalforjes.com.br , com suporte removível (engate rápido) feito por eles mesmos. Coloco e retiro (epa!) em menos de 1 minuto, sem ferramenta, e na moto só fica o docking (encaixe). E com chave ! No meu caso tive de relocar os piscas para caber.
abraço irmão.

Imagem

Uploaded with ImageShack.us

Imagem

Uploaded with ImageShack.us
fdel
Mensagens: 558
Registrado em: 19 Ago 2008, 21:38
Localização: Rio de Janeiro
Contato:

10 Out 2011, 11:41

André gostei dos alforges parecem grandes do tipo que planejo ter.
Só não gostei dos pregos aqui no rio é suicídio (aliás qualquer litoral) tenho umas em casa que vieram com minha shadow e tá tuso enferrujado. Já vi banco de Fat também enferrujado uma desgraça.
Realovou os piscas para onde, e onde fez isso ?

Slow! Parabéns pela moto !!!
ZZO
Mensagens: 737
Registrado em: 23 Ago 2008, 18:31
Localização: São Bernardo do Campo
Contato:

10 Out 2011, 12:44

Slow_RS escreveu:Pilotar uma moto 1600cc é realmente algo diferente...
:arrow: Certamente será um baita upgrade colocar um escapamento decente...

:arrow: Os pontos menos favoráveis:
- o guidom largo dificulta muito usar os corredores.
- a drag esquentava em engarrafamentos, a Megan ferve! É realmente muito quente. :(
- andando bem devagar, eu preciso agir na embreagem (o que acho não ser o ideal), para a moto não começar a pular, em primeira ou segunda.
:arrow: Eu não a recomendaria a quem pretende usar a moto diariamente em condições de tráfego lento.
:arrow: Para finalizar, eu só posso dizer que ter uma HD em mãos é realmente algo sem comparação. Por enquanto, estou babando.

Era isso.

Abraços
Caro Slow (que com certeza não vai continuar sendo "slow" por muito tempo... rsrsrs)

Antes de mais nada, meus Parabéns :wink:

Não só pela motoca, mas também pela iniciativa em compartilhar suas impressões aqui com a gente, pois muito mais do que um simples site de bate-papo, este fórum é também uma excelente fonte de consultas para todos os usuários. É ótimo ter pessoas como vc entre nós.

Agora sobre seus comentários:
:arrow: Não tenha dúvidas que o escape é parte importante no desempenho da moto, e o valor é proporcional ao modelo, acabamento e performance.
Os V&H são sem dúvida os melhores, mas tenha em mente que vai ter que pagar por eles... e muito.
Só não espere performance sem "ronco"... :roll:
:arrow: Quanto a esquentar temos dois fatores relevantes, o primeiro é que a moto zero esquenta mais devido à motorização estar toda "justa" ainda, ou seja, após o amaciamento a coisa deve melhorar, no entanto, existe ainda o lance das HDs virem de fábrica com ajustes para mistura pobre (devido a baixa octanagem e qualidade do nosso combustível)
A solução é instalar o POWER COMMANDER da HD para trabalhar com uma mistura ligeiramente mais rica e vc passar a usar gasolina aditivada de boa qualidade.
:arrow: Quanto aos "solavancos" que vc menciona é só questão de hábito, pois devido ao torque bestial dessas máquinas é dificil mesmo andar em marchas mais altas com rotações muito baixas.
Sugiro que vc passe a utilizar no máximo até terceira marcha na cidade e deixar da quarta pra cima somente para velocidades acima dos 80Km/h... depois vc vai se habituando e a coisa vai melhorando.
:arrow: Cuidado com esses "tranquinhos" pois danifica o câmbio, muita gente abusa do torque e acaba utilizando a moto como se fosse automática e é aí que mora o perigo...

Bem, espero ter ajudado em alguma coisa.

Abraço

Zzo
Família
VIRU'S

"...Mais vale um c* na mão do que dois no asfalto..."
Andre Tovar
Mensagens: 120
Registrado em: 24 Dez 2008, 14:25
Localização: São Lourenço
Contato:

10 Out 2011, 19:17

Fdel,
estes alforjes o pessoal da Rosanegra fabrica como vc pedir, pode ser sem tachas. Estes tem um bom tamanho, dá pra levar uma boa bagagem, mas na verade o tamanho é M, o tamanho G não cabe na Fat devido ao escapamento mais alto. Os piscas foram relocados do facão lateral para o suporte da placa, a distância é pouca coisa, mas suficiente para caber as bolsas. Comprei o suporte dos piscas junto com os alforjes e o suporte destes.

Abtraço irmão.
Responder